Rádios On-line
CRESCIMENTO

Arrecadação de Três Lagoas ultrapassa os R$ 500 milhões

Em dez anos, receita do município aumentou R$ 427 milhões , saltando de R$ 88,5 milhões em 2006, para 515,7 milhões, em 2016

25 FEV 2017 - 10h:10Por Ana Cristina Santos

Em 2016, a arrecadação de Três Lagoas foi de R$ 515,7 milhões. Com a dedução de receita, no valor de R$ 39,2 milhões, o montante para aplicação foi de R$ 476,4 milhões. Três Lagoas arrecadou R$ 100 milhões a mais em 2016, se comparado a 2015, quando a arrecadação somou R$ 414,3 milhões. Os números foram apresentados durante audiência pública de prestação de contas referente ao terceiro quadrimestre de 2016, realizada nesta semana na Câmara de Vereadores.

Em dez anos, a arrecadação de Três Lagoas aumentou em R$ 427 milhões. Em 2006, quando a ex-prefeita Simone Tebet (PMDB) assumiu a prefeitura, a cidade tinha uma arrecadação de R$ 88,5 milhões. Cinco anos depois, a receita do município saltou para R$ 235 milhões. Em 2012, passou para R$ 277,9 milhões. No ano seguinte, R$ 332,4 milhões e, em 2014, R$ 346,8 milhões.

Em 2015, a arrecadação foi de R$ 414,3 milhões, e no ano passado, R$ 515,7 milhões. A receita do ano passado equivale a uma arrecadação mensal de R$ 42,9 milhões, ou R$ 1,4 milhão por dia.

PREVISÃO
Para 2017, a Lei Orçamentária Anual, aprovada em dezembro do ano passado, estima receita de R$ 454,1 milhões. No entanto, o valor deve ultrapassar, uma vez que, para 2016, a previsão foi de R$ 432,7 milhões, porém a arrecadação ultrapassou os R$ 500 milhões.

Em 2016, a arrecadação municipal superou os repasses estadual e federal. Com os impostos municipais, a prefeitura arrecadou R$ 184,8 milhões, enquanto que os repasses do governo estadual para o município foram de R$ 169,4 milhões e da União, R$ 163,3 milhões.

O ISS continua sendo a maior fonte de receita do município. No ano passado, a prefeitura recolheu R$ 56,8 milhões com esse imposto. Com o IPTU, o município arrecadou no ano passado, R$ 25,2 milhões. De receita previdenciária, o montante somou R$ 26,3 milhões, com receitas e contribuições, R$ 14,3 milhões, e com taxas, a arrecadação foi de R$ 3,5 milhões.
Dos R$ 169,4 milhões repassados pelo Estado, R$ 125,8 milhões são referentes ao ICMS, R$ 16,5 milhões, do IPVA, R$ 11,1 milhões de transferência do SUS e R$ 3,5 milhões do Fundersul.

Dos R$ 163,3 milhões repassados pela União, R$ 45,9 milhões foram de transferência do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), R$ 41,3 milhões de transferência do SUS, entre outros.

APLICAÇÃO
As aplicações constitucionais em educação e saúde foram superiores ao mínimo obrigatório. Em saúde, onde o mínimo é a aplicação de 15%, chegou a R$ 30,27%, perfazendo um total de R$ 92, 8 milhões. Já em educação, o mínimo é de 25% e a prefeitura aplicou 25,78%, totalizando, R$ 82, 9 milhões.

No ano passado, a Prefeitura de Três Lagoas gastou com pessoal e encargos, R$52,2 milhões. Com pessoal e encargos da educação e cultura, R$ 70,2 milhões, e com os da saúde, R$ 64,5 milhões.

Os gastos com serviços somaram, em 2016, passado, R$ 119,8 milhões. Com serviços médicos, hospitalares, odontológicos e laboratoriais, R$ 42, 9 milhões. Com transporte escolar, R$ 6,3 milhões, e com transporte de pacientes, R$ 2, 6 milhões. Com limpeza e conservação, R$ 27,3 milhões. Para a Câmara, o repasse foi de R$ 17,4 milhões, em 2016.

Deixe seu Comentário