Rádios On-line
ASTRAZENECA

AstraZeneca é substituída por Pfizer em gestantes

Após suspensão feita pela Anvisa, somente grávidas com comorbidade são vacinadas

16 MAI 2021 - 07h:01Por Tatiane Simon

Ao menos 40 gestantes foram vacinadas, em Três Lagoas, contra a Covid-19 com o imunizante Oxford/AstraZeneca produzido pela Fundação Oswaldo Cruz. Nesta semana, a campanha sofreu alterações após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendar a suspensão da aplicação desta vacina em mulheres gestantes. 

No mesmo dia em que a Anvisa divulgou a recomendação, o Ministério da Saúde acatou e a Secretaria Municipal de Saúde de Três Lagoas interrompeu a vacinação neste grupo. Desde quinta-feira (13), somente as gestantes com comorbidades e que apresentem um laudo médico podem ser imunizadas contra o novo Coronavírus. O grupo receberá a vacina da fabricante Pfizer BioNTech.

Especialistas ouvidas pela reportagem defendem  que grávidas que receberam a primeira dose da vacina de Oxford/AstraZeneca precisam ter acompanhamento médico em casos adversos. Gestantes que receberam a primeira dose da AstraZeneca devem ficar sem receber a segunda, conforme recomendação da Anvisa. A vacina da CoronaVac também é indicada para grávidas, segundo Anvisa.

Deixe seu Comentário