Definir Três Lagoas como sua cidade padrão?

Sim Não
Rádios On-line
8368
Prefeitura Semana do Trânsito
TRêS LAGOAS

Auditoria vai analisar falhas em sistema de monitoramento

Prefeitura contrata empresa para fazer levantamento do sistema que tem mais da metade das câmeras sem funcionar

15 JUL 2017 - 07h:23Por Ana Cristina Santos

A Prefeitura de Três Lagoas vai contratar uma empresa para fazer auditoria no contrato do sistema das câmeras de monitoramento instaladas em diversos pontos da cidade para contribuir com a segurança pública e ajudar no combate a criminalidade. Os equipamentos foram instalados em junho de 2015, no valor de R$ 1,2 milhão, fruto de convênio firmado entre o município e a Petrobras, que faz parte das ações mitigadoras devido à instalação da fábrica de fertilizantes Nitrogenados da Petrobras, no município. 

Quase metade das 36 câmeras não está funcionando por falta de manutenção.  No início deste ano, o Ministério Público Estadual encaminhou um ofício para a prefeitura querendo saber o motivo do não funcionamento de várias câmeras.

O prefeito Ângelo Guerreiro (PSDB) disse ao Jornal do Povo que a prefeitura não pode fazer os investimentos necessários no sistema, enquanto não se apurar se o valor investido é compatível com o material instalado.
No ano passado, uma empresa fez um levantamento do sistema para a Polícia Militar, e constatou muitas falhas no serviço. Por exemplo, que as instalações não foram feitas com o aterramento necessário, e que as câmeras apresentavam defeitos.

A prefeitura, na gestão passada, tentou repassar esse sistema para a Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública, que não aceitou receber com esses problemas, e suspeitas de irregularidades. 
 Por esse motivo, a administração do prefeito Ângelo Guerreiro (PSDB), entendeu que seria necessário fazer uma auditoria no serviço.  De acordo com o prefeito, uma licitação foi aberta, e na próxima semana deve ser contratada a empresa técnica especializada que vai fazer esse levantamento.

“Assumimos a administração, com sérios problemas em algumas câmeras. Fomos notificados pelo Ministério Público Estadual que recebeu várias reclamações de que as câmeras não funcionavam. Por isso, vamos contratar uma empresa para fazer o levantamento, se os investimentos foram corretos ou não. Se os investimentos foram suficientes ou se faltou dinheiro para a instalação dos equipamentos corretos”, explicou o prefeito.

Guerreiro disse que antes dessa auditoria a prefeitura não pode fazer nenhum investimento. Após o resultado, o prefeito disse que vai agendar uma reunião com a Secretaria de Justiça e Segurança Pública para tratar do assunto. “Se for de responsabilidade do município, e tivermos a autorização do Ministério Público para fazer outros investimentos, vamos fazer, porque se faz necessário”, disse o prefeito, ressaltando que, tão logo isso ocorra, fará o procedimento necessário para repassar o serviço a Polícia Militar, que tem competência para operacionalizar o serviço.

COBRANÇA
A sociedade três-lagoense está preocupada e amedrontada com a onda de violência que está acontecendo na cidade nos últimos meses. Por esse motivo, tem cobrado o funcionamento desse sistema de monitoramento, que pode contribuir para inibir a ação dos bandidos, e consequentemente reduzir os índices de violência na cidade.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
Dá Negócio
6651