Rádios On-line

Bairros da cidade recebem fumacê

Borrifação de inseticida próprio é feita por bombas leco motorizadas e também costais nas áreas de maior infestação

8 MAR 2013 - 16h:22Por Divulgação

A Prefeitura de Três Lagoas, por meio da Secretaria Municipal de Saúde Pública e do Departamento de Vigilância e Saneamento, vem intensificando a continuidade das ações de enfrentamento à Dengue, para conter o avanço dos números de casos notificados da doença, localizando e eliminando os criadouros do mosquito Aedes Aegypti.

Diante do aumento do número de casos notificados de Dengue, em crescimento nas últimas semanas, chegando ao total de 1.141 (número acumulado de 2013), conforme o 9º Boletim Epidemiológico, divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde Pública, uma das múltiplas ações é a borrifação de inseticida próprio, por bombas leco motorizadas e também costais.

Ainda segundo o último Boletim Epidemiológico, correspondente à 9ª Semana Epidemiológica, encerrada nesta quarta-feira (6), houve registro de 120 novos casos notificados de Dengue. 

Do total acumulado, nestas nove primeiras semanas do ano, ou seja, 1.141 casos notificados, 101 foram confirmados positivos por exames laboratoriais e 117 foram descartados como casos de Dengue, também por laboratório e outros por diagnóstico clínico.

A borrifação, como forma de bloqueio à infestação do mosquito, está sendo feita em bairros onde foi constatado o maior número de casos notificados de Dengue, como explicou o coordenador de Agentes de Combate a Endemias, José Carlos dos Santos Coelho, mais conhecido como “Baianinho”.
Ele informou que as oito equipes de borrifação, tanto veicular como costal, estão trabalhando nos setores norte e sul da Cidade. No setor sul, a borrifação está sendo feita nos bairros Vila Haro, Jardim Maristela, Santa Luzia, São Carlos, Nossa Senhora Aparecida, Santa Rita e Nossa Senhora das Graças. No setor norte, essas mesmas ações de enfrentamento à Dengue estão nos bairros Vila Piloto, Vila Alegre, Jardim Oiti e Vila Nova.

“Em cada um desses bairros, a borrifação é feita pela manhã e no finalzinho da tarde, observando-se um ciclo de ação em cinco vezes de aplicação do inseticida”, explicou Baianinho.
“Em outros bairros, também estaremos agindo esporadicamente, se houver registro de casos de Dengue”, informou.

PRECAUÇÕES
Para que a borrifação obtenha resultados eficientes no combate aos mosquitos, os moradores devem tomar as precauções devidas, quando as bombas leco estão passando nas suas respectivas ruas.

“É importante que todas as portas e janelas da casa estejam abertas para que as partículas do produto aplicado penetrem também no interior das residências”, explicou a diretora de Vigilância em Saúde e Saneamento, Neide Yuki.

“O transtorno é inevitável, mas torna-se necessário para a eliminação do Aedes Aegypti adulto, vetor transmissor da Dengue”, completou.

Segundo ela, a borrifação é a última das medidas, que somente é adotada “como bloqueio nos locais onde foram notificados casos de Dengue”, informou.

“O mais importante e eficiente enfrentamento à Dengue está nas ações que nossas equipes de Agentes de Combate às Endemias e Agentes Comunitários de Saúde, com o apoio de soldados do Exército Brasileiro, vêm realizando de casa em casa”, ressaltou Neide.

Nessas ações, “não podemos esquecer a importante participação de todos os moradores, vistoriando diariamente o interior de suas casas e também os quintais e terrenos sem construção”, alertou.

Para ela, os casos de Dengue “só irão diminuir e até acabar, se todos estiverem envolvidos no mesmo compromisso de localizar, retirar e eliminar tudo o que possa transformar-se em criadouro do mosquito Aedes Aegypti”, observou a diretora da Saúde.

“Não podemos deixar que objetos e utensílios, pequenos, médios ou grandes, armazenem água e se transformem inevitavelmente em perigosos focos de Dengue”, voltou a alertar. 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13