Rádios On-line

Bombeiros começa vistoriar casas noturnas neste fim de semana

O primeiro estabelecimento a ser fiscalizado será o Viracopos, a pedido do proprietário

31 JAN 2013 - 07h:16Por Redação

Bombeiros de Três Lagoas iniciarão, neste fim de semana, a fiscalização em casas noturnas da cidade.  De acordo com o major Leandro Mota Arruda, comandante 5º Grupamento do Corpo de Bombeiros, as ações serão realizadas em parceria com o Ministério Público Estadual, órgão que tem poder legal para interditar judicialmente os estabelecimentos que apresentem irregularidades. 

O primeiro local a receber a visita dos bombeiros será a casa de shows Viracopos Botequim, agendada para hoje. A vistoria será feita a pedido do proprietário, Rodrigo Falco. De acordo com o empresário, a visita técnica foi solicitada por medida de segurança. Porém, lembra que a sua empresa está dentro das normas de segurança exigida pelos órgãos fiscalizadores: Corpo de Bombeiros, Vigilância Sanitária e Prefeitura. 

Segundo Falco, os materiais que podem pegar fogo como madeira e tecidos são tratados com produto retardante de chamas. Além disto, o espaço conta com extintores e quatro saídas de emergência, sendo que uma delas dá vazão para a via pública, outras duas são equipadas com dispositivo antipânico. A equipe de segurança é composta por 12 profissionais todos com registro na Polícia Federal. Nos shows, o proprietário da casa proíbe o uso de efeitos pirotécnicos por conta do forte cheiro de pólvora. “Mas, já aconteceu da banda usar sinalizadores mesmo sem minha autorização”, explicou.

O empresário lamentou o ocorrido na boate Kiss, em Santa Maria (RS), em que mais de 135 jovens morreram. De acordo com ele, a tragédia é “lastimável” e completa: “Porém, o que aconteceu lá foi uma sequência de erros”.

Na opinião de Falco, um acidente da proporção deste que aconteceu em Santa Maria/RS, provavelmente nunca aconteceria em Três Lagoas devido ao rigor dos órgãos fiscalizadores. “Todo este rigor é positivo tanto para o público quanto para os empresários do ramo”, disse.

FISCALIZAÇÃO
Com repercussão internacional, e comoção por todo o Brasil, o acidente em Santa Maria – que vitimou três sul-mato-grossenses – resultou em uma sucessão de ações de fiscalização. Em Mato Grosso do Sul, o governo estadual visa fechar o cerco contra irregularidades em casas noturnas. O documento vinha sendo examinado pela Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) desde o ano passado e prevê mudanças no decreto criado há 22 anos, em vigor até hoje. 

Paralelo ao estudo, as vistorias em Campo Grande já iniciaram. Nesta semana, o Corpo de Bombeiros da capital vistoriou oito estabelecimentos. Entre os problemas encontrados estão a inadequação dos projetos de Proteção Contra Incêndio e Pânico, a obstrução de extintores, falta de placa indicativa do limite máximo de pessoas no ambiente, falta de declaração de desativação da central de gás liquefeito de petróleo (GLP), entre outros.

Já em Três Lagoas, o comandante da corporação, pede a participação da população. De acordo com o major Arruda, os frequentadores de boates, bares e restaurantes, percebendo irregularidades podem ligar no 193 e fazer denúncia anônima. 

Deixe seu Comentário

RCN LIVE EUGENIO MUSSAK

TVC Canal 13