Rádios On-line
Caminhão de Prêmios Urna Interna
REFORMA

Câmara terá que ser ampliada para abrigar novos concursados

Dos 34 aprovados em concurso público, até agora, apenas cinco foram convocados por falta de espaço

7 FEV 2017 - 17h:32Por Ana Cristina Santos

O prédio da Câmara de Vereadores de Três Lagoas terá que ser ampliado para abrigar os funcionários aprovados no concurso público realizado no ano passado. Segundo o presidente da Casa, André Bittencourt, a estrutura atual não comporta os 34 aprovados no concurso público.

Por esse motivo, apenas cinco servidores aprovados no concurso foram convocados nesta semana. O restante, segundo o presidente, será chamado após ampliação do prédio do Legislativo. “Convoquei os servidores que estamos necessitando imediatamente. Não há espaço físico para abrigar todos nesse momento, mas vamos tomar as providências para que todos sejam convocados”, disse Bitencourt, durante entrevista ao programa RCN Notícias na manhã desta terça-feira (7).

Pelo edital do concurso, a Câmara tem o prazo de dois anos para convocar todos os aprovados. No entanto, o presidente do Legislativo disse que, antes do prazo, pretende dar posse a todos os aprovados. “Vamos resolver isso bem antes. Eu sei como o concursado fica, da dedicação que teve para passar no concurso. Isso nos comove, além do que, temos a obrigação de chamar todos”, declarou.

COMISSIONADOS
A realização do concurso público foi fruto de um acordo firmado no ano passado entre Ministério Público Estadual (MPE), Poder Judiciário e Câmara. Em razão do número elevado de funcionários comissionados que existiam no Legislativo, no final de 2015, o MPE moveu uma ação civil pública para a demissão de servidores contratados sem concurso pela Câmara. Na época, foi contabilizado mais de 100 funcionários sem concurso.

Daí surgiu o acordo com a Justiça para a substituição dos contratados pelos concursados. No ano passado, os vereadores aprovaram projeto de lei que criou o Plano de Cargos e Salários dos servidores. Com isso, houve a extinção de 156 cargos comissionados e a criação de 93. Além disso, houve redução no número de assessores por gabinete, de sete para cinco. Alguns cargos, conforme previsto em lei, continuarão ocupados por funcionários comissionados, como é o caso dos assessores dos vereadores e de diretores. Os demais, por meio de concurso público.
 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13