Rádios On-line
11367
Nova Estrela 0603

Casa da Cultura completa 50 anos e atualiza estatuto

ONG conta com apoio do Ministério da Cultura em diversos projetos

7 NOV 2012 - 08h:27Por Redação

A Organização Não-Governamental Casa da Cultura (ONG) está completando 50 anos de trabalhos prestados à comunidade três-lagoense, e pela primeira vez desde 1981, teve atualizações em seu estatuto.

Dentre as mudanças, o mandato do presidente foi ampliado de dois para quatro anos. No dia 16 foram realizadas as eleições que tiveram chapa única, reafirmando a diretoria e dando mais um mandato para a presidenta Nilva Barrozo.
A diretoria foi completada com a vice-presidência a cargo de Maria da Glória Pereira dos Santos. Rita Miguel Rodrigues é a 1ª tesoureira e Caio Roberto Fernandes o 2º tesoureiro. A secretaria é Ewonilde Cunha e o conselho fiscal é formado por Paulo Sanches e Núbia Pacheco.
 
Segundo a presidenta Nilva Barrozo, ela irá continuar o trabalho que iniciou em 2004, para o qual vem sendo reeleita nos últimos anos. A votação é realizada pelos 50 associados, que contribuem mensalmente para a manutenção da ONG, que também arrecada fundos junto à comunidade e esferas governamentais.
Desde 2005 diversos projetos culturais são propostos pela Casa de Cultura e aprovados pelo Ministério da Cultura. Dentre os principais projetos que contaram com apoio do governo federal, destaque para o “Projeto Pincel Mágico”, do qual crianças com necessidades especiais receberam aulas de pintura. O projeto era tocado sozinho pela Casa de Cultura desde 2005, recebendo apoio do Ministério da Cultura apenas em 2010, último ano em que foi realizado.
 
A comunidade do Jupiá também vem sendo atendida pelos projetos, sendo que em 2011, com apoio governamental, jovens de 15 a 29 anos tiveram aulas de pintura a óleo na placa de celulose. Em dezembro de 2012 encerra-se o “Projeto Pinturas do Século 20 com Artistas Brasileiros”, com jovens da mesma faixa etária, sendo que muito deles fizeram parte do projeto anterior. “Temos tolerância para adolescentes com idade entre 13 e 14 anos para entrar no projeto, pois a comunidade é muito carente, e muitos pedem para participar, mesmo não possuindo a idade adequada”, ponderou Nilva Barrozo.
 
Para 2013 dois novos projetos serão lançados, e a presidenta Nilva está aguardando apenas a divulgação no Diário Oficial da União para divulgá-los.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13