Rádios On-line
DENGUE

Casos de dengue caem 38% em 8 dias

Novo boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde aponta 377 notificações da doença em Três Lagoas

13 FEV 2016 - 09h:54Por Kelly Martins

O número de casos suspeitos de dengue apresentou queda de 37,8% nesta semana em comparação com a anterior, em Três Lagoas. Foram 59 novos casos registrados entre o dia 3 e esta quinta-feira (11), segundo o novo boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde, que havia diagnosticado anteriormente 95 pessoas com suspeita da doença.
Apesar da redução semanal, a proliferação do mosquito Aedes aegypti continua intensa resultando em 377 notificações de dengue na cidade, desde o início do ano. A quantidade de casos é considerada alta pela secretaria, que não descarta a possibilidade de a cidade enfrentar nova epidemia. Em 2015 houve 2,1 mil casos positivos. 
O levantamento corresponde a 8,9 novos casos por dia em Três Lagoas, de janeiro a fevereiro. De todas as notificações, quatro casos foram confirmados por meio de exames laboratoriais e o restante aguarda resultado, sendo que três deles foram descartados.
“Estamos em uma força-tarefa para tentar sensibilizar a população sobre a importância de manter os imóveis limpos para que não haja depósitos propícios à proliferação do Aedes”, observa o coordenador do setor de Endemias, Benício Donizette Silva. 

MOBILIZAÇÃO 
Para combater o mosquito, mais de 100 militares da 2ª Companhia de Infantaria do Exército, com apoio de 74 agentes de saúde, estarão nas ruas de Três Lagoas, hoje, com o objetivo de mobilizar a população para ajudar a eliminar os focos do inseto, que também transmite a chinkungunya e o zika. 
O mutirão foi deflagrado em todo o país por determinação do governo federal, que instituiu o Dia Nacional de Mobilização para o Combate ao mosquito Aedes aegypti. As ações serão concentradas na feira livre, comércio central e pelas avenidas Rosário Congro e Filinto Müller, onde as esquipes entregarão material de divulgação da campanha e darão orientações a moradores.
O acompanhamento da operação também será feito por ministros convocados pela presidente Dilma Rousseff (PT), que designou um para cada Estado. No caso de Mato Grosso do Sul, o ministro de Esporte, George Hilton, é quem deverá checar a situação de casa município. Ele estará em Campo Grande, hoje pela manhã, e deverá seguir para Dourados com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

FORÇA-TAREFA
Desde janeiro, uma força-tarefa para combater o Aedes foi criada em Três Lagoas com o apoio de 20 soldados do Exército. Cem focos do inseto foram encontrados em residências. O grupo vistoriou mais de seis mil imóveis na cidade em duas semanas.

Deixe seu Comentário