Rádios On-line
MUDANÇAS

Cassiano Maia assume Finanças no lugar de Pereira e Angelina a Saúde

Primeiro escalão da administração de Guerreiro sofre a primeira mudança com o pedido de exoneração do secretário de Finanças

18 FEV 2017 - 11h:26Por Ana Cristina Santos

O secretário de Finanças da Prefeitura de Três Lagoas, o advogado e tributarista José Pereira, deixou ontem a Secretaria Municipal de Finança. A pasta, agora, será ocupada pelo secretário de Saúde, o médico Cassiano Maia. 

No lugar de Maia, quem assume a Secretaria de Saúde, é a sanitarista Maria Angelina Zuque, que ocupava a diretoria de saúde. Essa foi à primeira mudança no secretariado do prefeito Ângelo Guerreiro (PSDB) que, completará no dia 2 de março, dois meses de gestão.
Guerreiro disse ao Jornal do Povo que, há cerca de 20 dias, Pereira já havia comunicado a intenção de deixar a secretaria por motivos pessoais. O principal dele seria a distância da família que reside em Campo Grande.

Guerreiro lamentou a saída de Pereira por se tratar de um grande profissional, mas disse que isso é natural. Antes de assumir a Secretaria de Finanças, Pereira exercia a função de chefe de gabinete de Guerreiro na Assembleia Legislativa. “O Pereira é uma ótima pessoa, muito competente, mas pediu para sair, temos que respeitar”, lamentou o prefeito.

 Quanto à escolha de Cassiano, disse que é uma pessoa que também tem conhecimento na área de Finanças, além de ser de confiança. A escolha de Maria Angelina Zuque também deve-se ao fato de ser uma pessoa com bastante conhecimento na área de saúde, segundo Guerreiro. O prefeito ressaltou que é importante a sintonia entre os secretários de Finanças e de Saúde. “O Cassiano é uma pessoa da nossa confiança, tem conhecimento administrativo, na área de saúde e finanças, assim como a Angelina que é grande conhecedora da área de saúde. Então, foi uma mudança interna mesmo”, amenizou o prefeito.

PEREIRA

Já o ex- secretário de Finanças, José Pereira, disse ao JP que a decisão em deixar a secretaria deve-se a diferença de gestão dele com a do prefeito. Ressaltou que o pedido de exoneração foi simplesmente por divergências na maneira de administrar e não por questões familiares e distância “A nossa maneira de gestão é diferente. Ele tem o jeito dele de administrar e eu tenho o meu. Não posso e não quero mudar o jeito dele, tenho que respeitar. Ele é o prefeito, se não concordo, eu que tenho de sair”, disse Pereira.

PRAZO 

Desde que assumiu a prefeitura, Guerreiro deixou claro que os secretários serão avaliados a cada seis meses. Os que mostrarem resultado e se enquadrarem no perfil da administração permanecem, caso contrário, serão substituídos.   

Deixe seu Comentário