Rádios On-line
Caminhão de Prêmios Urna Interna
TRêS LAGOAS

Clínica da Criança e mais 13 postos de saúde abrem sábado para Dia D da vacinação contra gripe

Campanha teve início em abril e se estende até o dia 1º de junho

9 MAI 2018 - 08h:40Por Tatiane Simon

Treze postos de saúde e a Clínica da Criança de Três Lagoas estarão de portas abertas das 8h às 17h neste sábado (12) durante o Dia “D” da campanha de vacinação contra a gripe. A unidade de saúde do Distrito do Arapuá também terá expediente. A mobilização deste sábado ocorre em todo o país.

Para esta campanha não haverá equipes volantes de vacinação, porque em todas as unidades básicas de Saúde, Clínica da Criança e em Arapuá, equipes estarão atendendo à população, exclusivamente para a aplicação da vacina, de acordo com a coordenadora do Setor de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde, Humberta Azambuja.

“A finalidade do dia de mobilização nacional, no dia 12 de maio, é intensificarmos a vacinação das pessoas que fazem parte deste primeiro grupo prioritário, ou seja, idosos acima de 60 anos de idade, crianças de seis meses a cinco anos incompletos; gestantes em qualquer mês de gravidez; puérperas (mulheres em recuperação após o parto); e professores e professoras, provando, por crachá ou holerite, que estão no exercício da profissão”, informou Humberta.

A meta da campanha nacional de vacinação contra a Gripe é imunizar 90% da população de risco, residente em Três Lagoas, que está acima de 23 mil pessoas. Entre essa população estimada, constituída pelos grupos prioritários e que precisam ser imunizados contra a gripe, estão 7.680 crianças, de seis meses a cinco anos incompletos e mais de 10,4 mil pessoas idosas acima de 60 anos.

A campanha teve início no dia 23 de abril e vai até dia 1º de junho.

Próximo grupo

A partir do dia 21 até 1º de junho a vacina contra a gripe continuará disponível às pessoas que pertencem aos grupos citados e também estará sendo aplicada a adolescentes e jovens, de 12 a 21 anos de idade, em cumprimento de medidas socioeducativas; população carcerária e servidores do sistema prisional; e às pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, independente de idade.

“Para essas pessoas, com doenças crônicas, é importante que providenciem, desde já e com antecedência, a receita médica, específica para a vacina contra a gripe”, orientou Humberta. “Sem a receita médica em mãos, essas pessoas não poderão ser vacinadas”, ressaltou a enfermeira.

 

 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13