Rádios On-line
11349
Nova Estrela 0603

Comando Saúde faz um pequeno ?check-up? nos motoristas profissionais na BR 262

Os motoristas profissionais que passaram pelo Posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF), no Km 21, da BR-262, ontem, pela manhã, foram surpreendidos pelo ?Comando Saúde?

22 NOV 2012 - 08h:15Por Redação

Os motoristas profissionais que passaram pelo Posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF), no Km 21, da BR-262, ontem, pela manhã, foram surpreendidos pelo “Comando Saúde”. A ação é uma parceria entre a PRF e o Sest/Senat com o intuito de verificar a saúde dos condutores que trafegam a trabalho pelas rodovias federais. O comando contou com o apoio de 22 profissionais, dentre os quais 12 policiais e 10 funcionários do Sest/Senat. A meta da equipe era atender a 70 motoristas.

No “Comando Saúde”, o profissional teve a oportunidade de realizar os seguintes exames: aferição de pressão arterial, taxas de glicose, colesterol e triglicérides, cálculo do Índice de Massa Corpórea, testes oftalmológicos, além da entrevista sobre hábitos de saúde.
 
Caminhoneiro há 21 anos, Dijalma Severino da Silva, 40, aderiu à bateria de exames. Na visão dele, é importante fazer testes periódicos para saber se está tudo bem com o corpo. Porém, a falta de tempo para procurar a saúde pública é o grande empecilho. 
 
Para o motorista Paulo César dos Santos, 52, essa iniciativa é excelente. “Trabalho muito e acabo deixando a saúde de lado. Na verdade, essa é uma característica dos homens. Mas, hoje, aqui, estou tendo a oportunidade de fazer um pequeno check-up”, relatou.
 
Segundo Antônio Santana, chefe do Núcleo de Registro de Acidentes e Medicina (Nuran), esse projeto iniciou-se, oficialmente, em 2006, em Campo Grande. Essa é a primeira vez que vem para o interior. Três Lagoas foi selecionada uma vez que está em processo de industrialização e, consequentemente, tem tido um grande aumento de tráfego de caminhões, carretas e ônibus.
 
De início, segundo Santana, os caminhoneiros tinham receio de fazer os exames, pois na opinião deles era uma perda de tempo. Agora, eles apoiam a iniciativa. “Isso mostra que a PRF e o Sest/Senat estão atingindo o objetivo, que é conscientizar a categoria para a importância de cuidar da saúde. Um condutor dirigindo um caminhão que pode chegar até 72 toneladas tem que estar bem fisicamente e mentalmente para evitar acidentes nas rodovias”, frisou.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13