Rádios On-line
7927

Conselho Tutelar reduz atendimento

Agora, a unidade passa a atender à população das 7h às 13h. Antes, o atendimento era até às 17h

9 AGO 2012 - 15h:28Por Arquivo JP/Danilo Fiuza

 O Conselho Tutelar de Três Lagoas reduziu o horário do expediente. Agora, o órgão passa a atender à população das 7h às 13h. Antes disso, o atendimento era oferecido até às 17h. Em entrevista ao programa RCN Notícias, da Cultura FM, na manhã de ontem o conselheiro tutelar Davis Martinelli Leal explicou que a medida foi necessária para que os conselheiros possam descansar, pois o conselho conta com apenas dois profissionais há quatro meses. “Estamos sobrecarregados. Além do expediente que cumpríamos ainda temos de atender durante o plantão, que é de 24 horas por dia”, disse.

Leal disse que é humanamente impossível atender à demanda de um município com mais de 100 mil habitantes. Somente no prédio do conselho, é realizada uma média de 30 atendimentos por dia. “O número é ainda maior porque quando estamos na rua atendendo a alguma ocorrência somos acionados e realizamos atendimentos de onde quer que estejamos. Essas ocorrências não entram nas estatísticas”, disse, destacando que a população é a única prejudicada pela falta de equipe no Conselho.

De acordo com Leal, o órgão está funcionando de forma irregular, uma vez que o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) prevê que o quadro de conselheiros deve contar com, no mínimo, cinco profissionais. Ele explicou que já encaminhou um ofício aos organismos competentes do Estado e do município expondo a atual situação do Conselho Tutelar, porém, ninguém se pronunciou. “Até mesmo o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente [CMDCA] não nos deu retorno. Posso dizer que não temos respaldo algum desse órgão”, enfatizou.

CONCURSO

No mês passado, uma luz havia brilhado no “fundo do túnel”. O CMDCA promoveu um concurso público e eleições nas quais cinco pessoas foram eleitas. Entre elas, os dois conselheiros atuais. Porém, uma semana após a equipe tomar posse, o concurso foi considerado inválido e três deles foram exonerados. Restaram apenas os conselheiros que já atuavam na área desde o último concurso válido realizado na cidade.

Conforme Leal, o Conselho Tutelar não recebeu posição oficial alguma que informasse a possibilidade de contratação temporária de conselheiros, por exemplo. “Estamos a ver ‘navios’. A única coisa que sabemos é que estamos abalados psicologicamente e fisicamente por conta da alta demanda de trabalho”, completou.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
7300