Rádios On-line
MISTÉRIO

Continua sem identificação corpo encontrado no Real Park

Após ser executado com tiro na cabeça a vítima foi jogada no mato enrolada em um tapete

5 ABR 2021 - 13h:30Por Alfredo Neto

A Polícia Civil divulgo uma nota por volta das 10:00 desta segunda-feira (5) sobre o corpo encontrado no inicio da manhã às margens da rodovia BR 262, no bairro Real Park, região Sul de Três Lagoas.

A vítima que não portava documentos, estava enrolado em um tapete amarrado com fios elétricos. Uma mulher que passeava pelo local avistou o corpo e ligou para à Polícia Militar que foi até o local e confirmou a denuncia e isolou o local para o trabalho da perícia.

A vítima que apresentar ter entre 37 à 45 anos, é um homem de cor morena, tem uma deficiência no polegar da mão direita, usava shorts jeans, camiseta preta com detalhes cinza e preto e tinha um isqueiro preto com o brasão da Polícia Federa, a vítima tinha aproximadamente 1,65 metros de altura, cabelos grisalhos e barba cerrada também grisalha.

A vítima foi executada com um tiro na cabeça, têmpora esquerda e a Polícia Civil acredita que a arma utilizada no crime tenha sido uma arma calibre 22, ou 32 por não ter transfixado o crânio deixando apenas a perfuração de entrada e hematomas na região ocular da vítima.

A Polícia Civil acredita que o crime tenha acontecido no período da noite de domingo e o corpo desovado no local na madrugada de segunda-feira. O corpo apresentava rigidez o que aponta que a morte teria acontecido há várias horas.

Para à polícia todas as hipóteses não estudadas e nenhuma está descartada, mas a linha de que a vítima tenha sido morta pelo tribunal do crime é a mais forte que a polícia trabalha no momento. Moradores do bairro relataram que um usuário de drogas responsável por furtos na região, teria as mesmas características do homem encontrado morto, mas ninguém soube dizer nome ou onde ser encontrado essa pessoa semelhante a vítima executada.

Sem ter a identificação por documentos, sem nenhuma tatuagem que poderia auxiliar na identificação do corpo e as característica física da vítima que não bate com nenhuma das pessoas desaparecidas nos últimos dias, agora a Polícia Civil aguarda pelo trabalho do papiloscopista que fará uma busca no banco de dados mediante as digitais do homem encontrado morto em Três Lagoas.

 

Deixe seu Comentário