Rádios On-line

Cresce número de famílias atendidas pelo Bolsa Família

Neste mês, quase 250 foram incluídas no plano governo federal para acabar com a miséria

13 MAR 2013 - 08h:34Por Arquivo JP

Aproximadamente 250 famílias passarão a receber o Benefício para Superação da Extrema Pobreza (BSP), do governo federal, em Três Lagoas. Conforme informações da Secretaria  Municipal de Assistência Social, a partir deste mês, o número de famílias beneficiadas pelo programa, saltou de 433 para 726, em decorrência da ampliação da ação Brasil Carinhoso, que compõe o Plano Brasil Sem Miséria (BSM). Este acréscimo foi anunciado pela presidente Dilma Rousseff na segunda quinzena de fevereiro e visa atender as famílias  brasileiras abaixo da linha da pobreza. Entretanto, com a mudança, o número de favorecidos pelo Bolsa Família também aumentou. Em Três Lagoas, este total passou de 3.327 para 3.502 famílias. Somando os apadrinhados nos dois programas, o acréscimo é de 468 famílias. 

A seleção dos beneficiados do BSP foi realizada pelo governo federal via Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico). Um dos critérios básicos para ter acesso ao programa era ter  renda per capita inferior a R$70 reais. Ao município, segundo a diretora da Proteção Social Básica, Gabriele Zani, cabe a responsabilidade de manter os dados atualizados no sistema e o cadastramento de famílias em situação de vulnerabilidade social e econômica.

De acordo com a profissional, até dezembro do ano passado, o município tinha 11.865 famílias cadastradas no CadÚnico.  Destas, 4.228 são favorecidas por programas sociais que compõe o Plano Brasil Sem Miséria.

Segundo informação da Proteção Social Básica, no ano passado, algumas famílias perderam o benefício do Bolsa Família. Os motivos, de acordo com Gabriele, são variados, dentre eles os mais comuns são: falta de atualização dos dados cadastrais, famílias há mais de dois anos sem prestar informações e não serem localizadas para o cumprimento das condicionalidades e  atingir renda per capita superior a R$ 140 reais.

ESTADUAL
Segundo dados da Secretaria Estadual do Trabalho e Assistência Social, em Mato Grosso do Sul, desde maio do ano passado, 37.808 famílias foram beneficiadas com a ampliação dos repasses financeiros do governo federal por meio do Plano Brasil Sem Miséria. 

Nos últimos nove meses, de acordo com o órgão, o Estado se beneficiou três vezes com o aumento de repasses a famílias carentes. Em maio de 2012, quando a presidente lançou o Brasil Carinhoso, em Mato Grosso do Sul foram incluídas no programa 17.446 famílias com filhos com idade entre 0 e 6 anos. Em novembro do mesmo ano, ocorreu mais uma expansão, abrangendo crianças entre 7 e 15 anos, favorecendo no Estado mais 13.059 famílias. 

E nesta última ampliação anunciada no dia 19 de fevereiro, tiveram seus repasses complementados mais 7.303 famílias, totalizando 37.808 famílias. No total, os programas sociais do governo federal beneficiam no Estado 141.255 famílias, o que representa um repasse financeiro de R$ 18,793 milhões. No cadastro único, estão registradas 318.707 famílias.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13