Rádios On-line
MUDANÇAS

Deguti deixa Secretaria de Obras e Guerreiro deve fazer novas mudanças

Após publicação de sua aposentadoria, Dirceu Deguti deixará cargo de secretário

5 JAN 2019 - 07h:30Por Ana Cristina Santos

O engenheiro civil Dirceu Deguti Vieira Filho deixará o comando da Secretaria de Infraestrutura de Três Lagoas após publicação de sua aposentadoria, ocorrida no mês passado. Na edição do Diário Oficial do Município desta sexta-feira (4) foi publicado decreto que passa as atribuições da secretaria para o também engenheiro Adriano Barreto, atual diretor da pasta, porque Deguti entrou em férias. Não houve publicação de exoneração do titular.

Deguti disse, porém, que não retornará ao cargo porque pretende dedicar-se a projetos pessoais. A reportagem não conseguiu contato com o prefeito Ângelo Guerreiro (PSDB), nesta sexta (4), para confirmar se Adriano permanecerá no cargo ou se irá nomear outra pessoa para a pasta estratégica para os planos do governo.

A Secretaria de Infraestrutura é a que recebe o maior número de indicações de vereadores, bem como de reclamações de moradores sobre obras e problemas urbanos, como ruas alagadas e buracos, entre outros.

OUTRAS PASTAS
Além da Infraestrutura, outras secretarias devem sofrer alterações no terceiro ano de mandato de Ângelo Guerreiro. Na relação dos possíveis setores que terão mudanças de comando estão as secretarias de Educação, Saúde e Esportes.

Na Educação, Guerreiro trocou funcionários e exonerou assessores sem concurso. A secretária Maria Célia de Medeiros ainda permanece no cargo. 

As mudanças nessa secretaria estariam atreladas a indicações ou pessoas ligadas ao presidente da Câmara, André Bittencourt (PSDB), que teria deixado a base de apoio ao prefeito na Câmara. O nome do ex-vereador Jurandir da Cunha Viana, o Nuna  (MDB), estaria cotado para assumir o comando do setor. Nuna, que é ligado ao deputado estadual Eduardo Rocha (MDB), disse à reportagem que não recebeu convite, mas que aceitaria assumir a pasta.
O ex-vereador foi secretário de Meio Ambiente durante o governo da ex-prefeita Márcia Moura (2013 a 2016).

Outra possível mudança seria na Secretaria de Esportes. A vereadora licenciada Marisa Rocha (PSB) deve retornar à Câmara no próximo mês. O partido dela também estaria atuando na oposição à Guerreiro e, por conta disso, deve perder a pasta. Com a volta de Marisa, Celso Yamaguti (PSDB), que é suplente, terá de deixar o cargo. Além destas áreas, Guerreiro também estaria estudando mudança no comando da Secretaria de Saúde, comandada por Maria Angelina Zuque.

O prefeito não retornou as ligações da reportagem nesta sexta-feira (4). Ele antecipou, em dezembro, que estudava promover mudanças no primeiro e segundo escalão do governo.

Deixe seu Comentário