Rádios On-line
PRODUTOR RURAL

Desenvolvido o primeiro biodigestor artesanal de Três Lagoas

O biodigestor artesanal é utilizado em propriedades rurais para gerar fertilizante e gás

4 MAI 2021 - 16h:01Por Daiana Oliveira

O casal Edinaldo e Ilda Lima, donos de uma propriedade no Assentamento Palmeira, na região do Distrito de Arapuá, desenvolveu o primeiro biodigestor artesanal de Três Lagoas. A ideia veio após assistirem um vídeo na internet.

Segundo eles, como a montagem se mostrava vantajosa e de baixo custo, o casal decidiu aderir a ideia. "Nós vimos na internet, e então conversei com um dos técnicos do agronegócio para saber melhor se daria certo. Após recebermos a autorização do departamento e todo auxílio, decidimos colocar em prática", explica Edinaldo. 

"Nossa secretaria está dando todo suporte para a condução do biodigestor. É uma propriedade pequena, destinada ao leite, porém, agora com o aparelho, o casal está ampliando a produção, como a horta e até mesmo produção de óleos como o da babosa", conta o secretário de Meio Ambiente, Celso Yamaguti.

O Biodigestor Artesanal é utilizado em propriedades rurais e é feito com a matéria prima encontrada no próprio pasto para gerar fertilizante e gás que auxilia na produção de cada sitiante. O método une qualidade e economia. 

"A pessoa pode utilizar uma caixa de cimento ou como uma lona. No meu caso, eu já tinha a lona, mangueira, uma caixa que utilizei para fazer a base. Material de irrigação e outros. será uma economia satisfatória pois eu precisos mais comprar gás e nem mesmo comprar adubo", relata Edinaldo. 

"Eu faço minha comida, uso o fogão usando todo gás do biodigestor", conta Ilda, esposa de Edinaldo. 

FUNCIONAMENTO

Utilizando apenas água e esterco de vaca, esses dois ingredientes são colocados num tanque cavado ou caixa instalada no chão e tampados. Essa supressão resulta na produção e separação do gás e do fertilizante em forma líquida a partir do esterco. A mistura separada cai em outra caixa e dali, é bombeada para a irrigação da horta e do pasto, dando uma qualidade 100% natural aos alimentos e pastagem. Através de mangueiras, o gás passa por um galão d’água que funciona como um filtro para retirar impurezas. Após isso, é enviado e armazenado em um tambor que, com auxílio de um compressor adaptado, é pressurizado. Tendo o volume ideal, já pode ser utilizado no fogão de cozinha.

 

Deixe seu Comentário