Rádios On-line
DATERRA QUER ALUGAR MOBILE
ENTREVISTA

Mãe diz que filho deve pagar por crime contra professora

Dona Maria, mãe de autor de feminicídio diz que lamenta muita a morte da profess

5 DEZ 2019 - 17h:53Por Ana Cristina Santos

“Não é porque é meu filho que tenho que passar a mãe na cabeça dele. Ele tem que pagar, é meu filho, amo muito, mas tem que pagar. Não tenho nada contra a família [ da professora Ângela Jorge]. Sou contra o que o meu filho fez. Ninguém tem o direito de tirar a vida de uma pessoa, só Deustem esse direito. É irreparável, senti muito”. A declaração é de dona Maria, mãe do funcionário público,Carlos Roberto Felipe, “ Buturu”, de 59 anos,  autor do feminicídio registrado na sexta-feira (30), contra a ex-namorada, a professora Ângela Maria Jorge, de 62 anos.

A missa de sétimo dia de Ângela será nesta quinta-feira (5), às 19h, na igreja de Santa Rita. A professora foi morta logo ao sair de um baile, na rua Bruno Garcia, no centro de Três Lagoas. Após atirar com um revólver contra a professora, “Buturu” tentou tirar a própria vida com um tiro no ouvido. Após ser internado no Hospital Auxiliadora de Três Lagoas, foi encaminhado para a Santa Casa em Campo Grande, onde recebeu alta nesta semana. A transferência dele para o presídio de Três Lagoas estava prevista para esta semana ainda.

Em entrevista ao RCN Notícias da TVC canal 13.1 e Cultura FM 106.5, dona Maria lamentou o ocorrido e disse que gostava muito da professora Ângela, que frequentava sua casa. “ Meu coração está muito machucado”.

Acompanhe a reportagem

Deixe seu Comentário

REVISTA SETE DIGITAL

TVC Canal 13
  • Programas: