Rádios On-line

Eldorado dobra número de funcionários no setor florestal

Hoje, setor emprega duas mil pessoas

14 MAR 2013 - 08h:25Por Redação

O presidente da Eldorado Brasil Celulose, José Carlos Grubisich, anunicou, em coletiva à imprensa realizada em Campo Grande, a duplicação da capacidade produtiva da unidade em Três Lagoas, medida que irá dobrar, consequentemente, o número de funcionários que hoje atuam nos setores florestal e industrial da unidade.

De acordo com ele, dentro dos próximos quatro anos, deverão ser abertos mais de 2,5 mil novos postos de trabalho em Três Lagoas e região. Destes, a maioria, dois mil ao todo, será destinada apenas para a área de plantio de eucalipto. Os outros 500 funcionários serão para atender a produção industrial. 

A qualificação desse pessoal deverá ser feita, como na primeira etapa da indústria, através de parcerias com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). “O Sistema Fiems é nosso parceiro de primeira hora e apreciamos muito o trabalho realizado durante a implantação da nossa fábrica no município de Três Lagoas. No entanto, independentemente do nosso processo de expansão no Estado, sempre teremos uma relação muito próxima da Fiems no que se refere à formação e qualificação de mão de obra para atender a demanda da Eldorado como também as necessidades dos nossos parceiros que vão se instalar na região”, declarou José Grubisich.

Ele acrescenta que várias empresas nas áreas de transporte, manutenção e operação florestal estão viabilizando a implantação de unidades em Três Lagoas e cidades próximas para atender as demandas da Eldorado, necessitando da parceria com a Fiems para suprir o déficit por mão de obra capacitada.

Ainda durante a coletiva, José Grubisich informou que, desde o início das atividades da fábrica em novembro de 2012, a Eldorado Brasil Celulose está superando suas previsões de desempenho. No primeiro trimestre deste ano, a empresa distribuiu celulose branqueada de fibra curta para todo o país e começou a abastecer os centros de armazenagem na Europa, Ásia e Estados Unidos para atender os clientes internacionais. “Estamos evoluindo rápido com relação à performance da fábrica e já atingimos 70% da nossa capacidade nominal. Neste mês devemos chegar a taxas de 80% a 90% e em abril estaremos plenos, alcançando 100% de nossa capacidade produtiva de celulose branqueada de eucalipto”, afirmou.

Atualmente, a empresa tem 2,5 mil empregados fixos, dos quais 2 mil na parte de plantio de eucalipto e 500 na fábrica de celulose, e tem previsão de faturamento de R$ 2 bilhões para o primeiro ano.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13