Rádios On-line
INFRAESTRUTURA

Empreiteira inicia recapeamento da avenida Antônio Trajano

Além de recapeamento, prefeitura intensifica trabalho de tapa-buracos em vias da cidade

21 SET 2016 - 13h:09Por Ana Cristina Santos

A Construtora Jupiá iniciou nesta semana as obras de recapeamento da avenida Antônio Trajano, uma das principais vias da cidade. O trabalho inicial, de acordo com o secretário de Infraestrutura, Ricardo Cobianchi, consiste no serviço de tapa-buracos, depois regularização de alguns pontos que estão com desnível, para posterior o recapeamento com CBUQ (material usinado a alta temperatura).

O recapeamento será executado no trecho entre as avenidas Rosário Congro e Baldomero Leituga. A obra, orçada em R$ 1,6 milhão, consiste ainda na sinalização horizontal e na intervenção do estacionamento em frente à escola Jomap. O estacionamento será retirado, eliminando uma curva construída no local.

RECUPERAÇÃO

Em entrevista ao programa RCN Notícias na manhã desta quarta-feira (21) o secretário de Infraestrutura falou ainda de outras obras em execução na cidade. De acordo com Cobianchi, a prefeitura está com três equipes trabalhando no serviço de tapa-buracos, sendo que a prioridade neste momento, tem sido a recuperação das ruas com mais tráfego.

O secretário de Infraestrutura adiantou que a rua Manoel Pedro de Campos também será recapeada. Além disso, informou que dois projetos foram elaborados e encaminhados para o setor de Licitação para a pavimentação asfáltica de trecho de duas ruas em Três Lagoas. Um é para pavimentar duas quadras da rua Marechal Theodoro, no bairro Santa Rita e outro da rua Eurídice Chagas Cruz, no Jardim Alvorada.  O objetivo dessas obras é o de possibilitar a transformação de ruas paralelas a essas que receberão o asfalto, em sentido único de direção.

Cobianchi informou também que prefeitura vai iniciar a recuperação da avenida Ponta Porã, que se encontra em situação bem critica devido ao tráfego intenso de veículos pesados que até estacionam na via. Problema semelhante ocorre na rua Egídio Thomé e no Distrito Industrial.

De acordo com o secretário de Infraestrutura, a prefeitura deve interditar a avenida Ponta Porã por uma semana para que um trabalho mais intenso de tapa-buracos possa ser executado no local. “Nesse período não poderá passar carreta no local. Se não houver essa colaboração, não tem jeito, eu entrego os pontos”, declarou o secretário no RCN Notícias.

O pavimento, não só na avenida Ponta Porã, mas também da Egídio Thomé , fica comprometido em decorrência de carretas que trafegam pelas vias para o transporte de cargas da Cargill, bem como do barracão de uma empresa de celulose, no bairro de Jupiá- problema que já se arrasta há alguns anos. “É fazer e ter que voltar novamente para refazer o serviço”, destacou o secretário.

 

Deixe seu Comentário