Rádios On-line
PRAZO

Empreiteira inicia restauração de imóvel construído em 1914

Antiga sede de Consulado de Portugal pode ser transformada em museu

24 AGO 2019 - 07h:20Por Ana Cristina Santos

O prefeito de Três Lagoas, Ângelo Guerreiro (PSDB), autorizou, nesta semana, o início da restauração e conservação de um imóvel que abrigou um órgão do Consulado Português, em 1914, na rua Paranaíba, no centro da cidade.

A restauração deve-se a uma decisão judicial que obrigou o município a preservar o prédio, tombado em 2013 como patrimônio histórico. A sentença de primeira instância saiu em outubro de 2015 e foi mantida pelo Tribunal de Justiça do Estado em agosto de 2016.

A ação foi movida pelo promotor de Justiça, responsável pelo patrimônio público, Antônio Carlos Garcia de Oliveira, que acompanhou a assinatura da ordem de serviço. O promotor destacou que “é preciso preservar a história da cidade”.

Guerreiro informou que a intenção é utilizar o local para o setor cultural e que o uso do prédio será decidido com a família de Teotônio Mendes, que era o dono do imóvel e vice-cônsul de Portugal no Brasil. A prefeitura não descarta a instalação de um museu da imigração no antigo casarão.  

Joaquim Pauliquevis, neto de Teotônio Mendes, representando a família na assinatura ordem, disse que morou no imóvel entre 1991 a 1995 e que ficou satisfeito com a execução do restauro pela prefeitura.

A empresa Bergamo Construtora, com sede em Campo Grande, vencedora da licitação, terá 12 meses para concluir a obra que foi orçada  em R$ 650 mil.

Imagem feita em computação gráfica de como ficará após a restauração - Imagem/Divulgação

 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13