Rádios On-line
Caminhão de Prêmios Urna Interna
DESVIO

Empresa inicia projeto executivo de obra do contorno rodoviário

Contorno visa desviar o trânsito pesado da Ranulplho Marques Leal

28 JAN 2018 - 07h:00Por Ana Cristina Santos

A empresa Maia Melo Engenharia, de Recife (PE), iniciou no mês passado os trabalhos do projeto executivo do contorno rodoviário de Três Lagoas.  A empresa foi contratada pelas empresas Fibria e Eldorado Brasil, fabricantes de celulose com unidades no município, para elaborar o projeto que detalhará como será o anel rodoviário que desviará o tráfego de caminhões da avenida Ranulpho Marques Leal, na rodovia BR- 262, que corta a cidade.

Em 2016, as empresas se comprometeram em financiar o projeto executivo da obra que deve ser licitada no segundo semestre deste ano, segundo informou o superintendente estadual do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit),Thiago Bucke, que esteve em Três Lagoas nesta quinta-feira (25).
De acordo com o superintendente, a empresa deve concluir o projeto em junho, quando  o Dnit poderá licitar a obra. Questionado se o governo federal deve disponibilizar recursos em ano eleitoral para essa obra, Bucke disse acreditar que sim.

“Temos uma bancada federal que se empenha e sempre nos ajuda. A gente tem total conhecimento do Orçamento da União, que está bem enxuto e que passa por reestruturação, e isso afeta vários setores. Esse é bom assunto para discutir com a bancada e solicitar do governo para que possa ser concretizado”, comentou.

As empresas se comprometeram em bancar o projeto em razão da necessidade da obra para desafogar o trânsito de veículos pesados na avenida, muito utilizada por motoristas de carretas tipo bi-trem, que transportam eucaliptos e celulose.

Os primeiros estudos da obra começaram em 2009, com o levantamento estatístico de incidência de acidentes no trecho e cálculo da projeção de acréscimo do tráfego de veículos nas rodovias BR-262 e BR-158 - principalmente de carretas - em razão da construção e duplicação das fábricas.  

De acordo com o engenheiro regional do Dnit em Três Lagoas, Milton Rocha Marinho, o processo de desapropriação está em andamento. Disse que já conversou com proprietários de áreas afetadas pelo contorno e prevê que “não deve haver problemas em relação a isso”. As negociações, ainda segundo ele, não foram finalizadas.

BR-262
Em relação a BR-262, rodovia que liga Três Lagoas a Campo Grande, o superintendente disse que as obras de restauração, com construção de terceiras faixas, começam em abril. No entanto, disse que já houve uma melhoria no pavimentado com o serviço de tapa-buracos executados pela empresa responsável pela manutenção. 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13