Rádios On-line
DATERRA QUER ALUGAR MOBILE
EFEITO COVID-19

Entidades alteram atendimento

Em Três Lagoas, ao menos cinco entidades foram obrigadas da mudar formas de aten

28 MAR 2020 - 08h:02Por Valdecir Cremon

O risco de contaminação pelo coronavírus e de expansão da Covid-19 alterou o funcionamento de entidades que prestam serviços a crianças, idosos e pacientes de moléstias graves.

Em Três Lagoas, ao menos cinco entidades foram obrigadas da mudar formas de atendimento. Crianças das casas abrigo estão sem visitas desde o início da semana.

Comida servida até agora em mesas de um refeitório da Casa da Sopa, ligada ao Asilo Eurípedes Barsanulpho, agora está em marmitex, disse a coordenadora Marta Conceição Wenzel. No asilo, segundo ela, os idosos que estão confinados, também sem visitas.

O atendimento prestado pelo Grupo Assistencial Candeia, a crianças de bairros da zona Leste da cidade, também foi afetado. “Cancelamos as atividades do programa de fortalecimento de vínculos familiares, que tinha 63 crianças”, disse a assistente administrativa Daila Rocha.
Desde o início do isolamento, as escolas paralisaram aulas. Na Apae também. Nenhum dos 330 alunos pode frequentar a escola.

Na Rede Feminina de Combate ao Câncer os impactos foram ainda maiores. Pacientes que viajam frequentemente para Barretos (SP) e Campo Grande dependem, agora, do atendimento da Secretaria Municipal de Saúde. Outros, que fazem quimioterapia, são buscados em casa porque o transporte por ônibus está proibido.

Em todas as entidades são comuns os procedimentos para proteção de funcionários, como a disposição de luvas, máscaras e álcool. Parte deles foi dispensada temporariamente do trabalho na semana passada.

Deixe seu Comentário

setpar mobile

TVC Canal 13