Rádios On-line
CURSO

Equipes participam de simulado de acidente com vítimas e carga perigosa

Prática de atendimento às vitimas de um acidente com veículo transportando material radioativo ocorreu nesta quinta (20), em Três Lagoas

20 SET 2018 - 16h:20Por Redação

Equipes de socorro de diversos setores participaram, nesta quinta-feira (20), de uma simulação de acidente de trânsito com vítimas, em Três Lagoas. O curso ocorreu no Espaço Arenamix e contou com técnicos da Secretaria Municipal de Saúde, Secretaria Estadual de Saúde, Gerência Técnica Estadual do VIigidesastres da Coordenadoria Estadual de Vigilância em Saúde Ambiental (CVA), Coordenadoria Estadual de Defesa Civil.

No simulado, um dos veículos envolvidos transportava produtos radioativos. Cinco vítimas sofreram ferimentos de natureza grave, além de suspeita de contaminação radioativa. As vítimas foram representadas por um grupo de estudantes do curso técnico de Enfermagem do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial de Três Lagoas (Senac).

No socorro às vítimas, a simulação de uma ocorrência, a que “estamos sujeitos com todas as consequências”, como observou o coordenador estadual de Vigilância em Saúde Ambiental e do Centro Integrado de Vigilância Toxicológica (CIVITOX) da SES, engenheiro sanitarista e ambiental, Karyston Adriel Machado da Costa.

Integração

No simulo foi demonstrado que os primeiros a tomar conhecimento do acidente são os agentes de trânsito, que logo se comunicam com a Polícia Militar para o devido registro da ocorrência. Também isolamento da área e levantamento inicial das informações do que está acontecendo.

Perante a situação inicialmente percebida, é acionado o Corpo de Bombeiros, com as equipes de socorro e o Samu, que assume a responsabilidade da remoção das vítimas ao Pronto Socorro ou à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), observando o grau de gravidade que as vítimas apresentam.

De acordo com a coordenação, na ação, houve a preocupação em examinar as vítimas quanto ao grau de contaminação com material radioativo, formação de corredor de desintoxicação e uso dos adequados EPIs – Equipamentos de Proteção Individual, incluindo luvas e máscaras.

Neste exercício, houve também o envolvimento e participação das equipes dos vários setores da Vigilância em Saúde e Saneamento, como o setor de Vigilância Sanitária, Saúde do Trabalhador e Vigilância Ambiental.

 

Deixe seu Comentário