Rádios On-line

Estudo determinará se haverá demanda por voos comerciais

Duas empresas já confirmaram interesse em operar no município

15 MAR 2013 - 08h:36Por Arthur Freire/JP

A administração municipal deve iniciar, na próxima semana, um levantamento com a finalidade de verificar qual é a demanda por voos comerciais em Três Lagoas. Com as obras em andamento e o prazo para a entrega já previsto para os próximos meses, essa é a nova preocupação das companhias aéreas que têm a intenção de operar voos diários na cidade.  

Na tarde de ontem, o coordenador da Coordenadoria de Transportes Aéreos da Secretaria de Estado e Obras Públicas e Transportes, Fabrício Alves Correa, esteve em Três Lagoas, onde se reuniu com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marco Garcia de Souza, e representantes de algumas empresas e instituições para passar essa solicitação por parte das companhias.

Marco Garcia informou que será organizada uma reunião para definir de que maneira esse estudo vai acontecer. A ideia, segundo ele, é buscar parcerias com as universidades e segmentos de vários setores para realizar esse levantamento.

O secretário informou que há dois anos foi feito um estudo e, na época, ficou comprovado que existia a viabilidade de voos comerciais por parte das prestadoras de serviços das indústrias de Três Lagoas.

Agora, esse novo estudo deverá atender aos interesses de companhias como a Azul, que já confirmou a intenção de operar com voos diários na cidade, e também da Passaredo, que tem o mesmo interesse.  A Brava, outra companhia aérea que pretende operar em Três Lagoas, aguarda uma permissão para que possa atuar no Brasil. “Assim que a Brava conseguir a autorização da ANAC e o saguão já estiver concluído, poderá operar tranquilamente porque suas aeronaves podem ser utilizadas nessa atual categoria em que o aeroporto se encontra”, ressaltou o representante do Estado.

OBRAS
Na manhã de hoje, haverá uma visita técnica nas obras do aeroporto. O novo saguão, segundo Marco Garcia, será concluído no final deste mês. As obras do Estado também foram retomadas. Hoje, inclusive, a vice-governadora Simone Tebet (PMDB) estará em Três Lagoas, onde autorizará oficialmente a empresa responsável pela obra a concluir os serviços de infraestrutura aeroportuária, que compreende a instalação do balizamento noturno e implantação da seção contra incêndio. Como o convênio com o governo federal foi interrompido, o Estado assumiu a responsabilidade para a conclusão dessas obras. A previsão é de que dentro de dois meses todos os serviços estejam concluídos.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13