Rádios On-line
TERROR

Ex-presidiário faz professora refém no Santa Terezinha

Vítima conseguiu fugir e pedir socorro, após ficar 8h em um dos cômodos de imóvel

16 DEZ 2018 - 09h:14Por André Barbosa

Uma professora foi mantida em cárcere privado por cerca de 8h, na casa aonde mora, no bairro Santa Terezinha, em Três Lagoas. O companheiro da vítima, um auxiliar de pedreiro que já cumpriu pena por furto e está em liberdade condicional, a teria mantido presa em um dos cômodos, sob ameaça desde as 14h de sábado (16).

A vítima foi socorrida por uma equipe da radiopatrulha da Polícia Militar. Apesar de mantê-la refém, o auxiliar de pedreiro de 41 anos não agrediu fisicamente a professora. Ela estava muito nervosa e não quis gravar entrevista. Entretanto, confirmou a ocorrência à reportagem e disse que teria sido ameaçada e que o relacionamento dos dois é recente.

O agressor foi preso em flagrante e levado para a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac), onde disse que estaria sob forte estresse. Ele não confirmou a versão da vítima. “Foi apenas uma briga. Não relei a mão nela. Fiquei estressado por que queria visitar meus pais e meu filho, mas não posso viajar por conta da pena. Foi besteira minha”, disse a reportagem.

Ele foi preso em flagrante. O caso deverá ser encaminhado a Delegacia de Atendimento à Mulher de Três Lagoas.

Deixe seu Comentário