Rádios On-line
9196
CBN AÇÃO 2019 PAULO VICENTE
PISTA LIBERADA

Exército retira carga de explosivos de carreta na SP-300

3ª Bateria Antiaérea, de Três Lagoas, nega que munição seja das Forças Armadas

16 OUT 2019 - 17h:06Por Valdecir Cremon

O comando da 3ª Companhia de Bateria Antiaérea, de Três Lagoas, negou nesta quarta-feira (16) que uma carga de explosivos que era transportada em uma carreta tipo baú que tombou, pela manhã, na rodovia Marechal Rondon (SP-300), em Castilho (SP), seja das Forças Armadas. Na carreta havia caixas de armas, munições e pólvora - produtos controlados pelo Exército.

A Polícia Rodoviária de São Paulo informou que o tráfego foi interrompido nos dois sentidos da pista entre 9h30 e 11h para evitar aproximação de motoristas. O Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar de Castilho, além de um pelotão da 3ª Companhia, atuaram na segurança do local.

A carreta tombou no canteiro central da rodovia, possivelmente após um pneu se soltar. Ninguém ficou ferido. 

A empresa RPA Transportes e Logística, de São Paulo (SP), dona do caminhão, não deu informações sobre a origem e o destino dos explosivos. Em nota emitida após a publicação da reportagem, às 15h25 (MS), a empresa diz apenas que o veículo está com manutenção em dia e que "o veículo possui todo licenciamento aplicável". A Polícia Rodoviária informou que a carga pertrence a um clube de treinamento de tiro de Vilhena (RO).

A carga era transportada com outros materiais, como lonas plásticas, tintas e blocos de papel, que foram transferidos para um caminhão de mudanças. Não há informações se os explosivos serão levados para Rondônia. 

*Reportagem atualizada às 17h06 (MS) para acréscimo de informações.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13