Rádios On-line
ASSASSINATO?

Família contesta laudo médico de mulher encontrada morta em casa

Vítima foi encontrada morta em casa enrolada em lençol

27 SET 2017 - 16h:30Por Redação

A família da pensionista Aliete Santos Silva (67), encontrada morta no sábado (16), no município de Andradina, interior paulista, contesta o laudo médico que indicou causa natural para a morte da aposentada. A Polícia Civil paulista diz ter provas testemunhais de que a vítima teria sido assassinada. O delegado Tadeu Aparecido Coelho, que atua na Delegacia de Investigações Gerais (DIG) e acompanha o caso, declarou em entrevista coletiva à imprensa paulista, que os supostos autores do crime seriam o namorado da vítima e o irmão dele. Após a morte da vítima, os dois teriam vindo para Três Lagoas.

Para a dona de casa Anita dos Santos, a irmã foi assassinada por causa de dinheiro. “Ela nunca teve nenhum problema sério de saúde. O corpo dela foi encontrado em cima da cama, enrolado em um lençol de elástico. Não havia mais nenhum pertence pessoal, documentos, objetos na casa”, declarou em entrevista ao JPNEWS.

Ela contou que Aliete tinha uma renda de R$ 4 mil e que no dia do crime teria recebido a aposentadoria. O dinheiro não foi encontrado, assim como os cartões de crédito, relógio, pulseiras, brincos. “Tenho certeza que ele [namorado] a matou para ficar com o dinheiro”, afirmou. O corpo de Aliete foi encontrado no dia 13 de setembro por uma manicure, amiga da aposentada. Ela foi até a casa e sentiu o mau cheiro no local. Acionou o neto da vítima e a polícia.  

A equipe de perícia teria estado no local também. Conforme a certidão de óbito entregue à família, a aposentada morreu vítima de um problema pulmonar. A equipe de reportagem tentou entrar em contato com a perícia, porém as ligações não foram atendidas. Os dois suspeitos se apresentaram na delegacia de Andradina com os advogados e negaram o envolvimento na morte. Algumas testemunhas convocadas pelo delegado disseram que viram o namorado da mulher deixando a residência, no último dia em que ela foi vista.

Ele teria trancado a porta e o portão. Após isso, os vizinhos não viram mais Aliete e nem o namorado. A dona de casa Anita relatou que não conhecia o namorado da irmã e que a família pouco sabia sobre o relacionamento. Nem mesmo o período que o casal estava junto. "Como a polícia já tem todas essas evidências, eu quero justiça. Quero que os culpados paguem pelo crime", finalizou.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13
  • Programas: