Rádios On-line
CULTURA

Feira de artesanato do IFMS terá poeta de Dourados

Evento cultural será promovido em parceria com a Diretoria de Cultura de Três Lagoas

29 OUT 2018 - 10h:24Por Valdecir Cremon

O campus de Três Lagoas do IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) promove, nesta semana, a 1º Feira Literária da cidade. Serão promovidos momentos para apreciação da arte literária de diversas formas, como mesa redonda sobre literatura e ensino, oficinas de grafitagem, produções poéticas, salas interativas de cinema e literatura; mostras de poemas e infopoemas, contação de histórias, troca de livros, quiz dentre outras atividades que busquem sensibilizar e envolver o público participante.

Uma das atrações será a presença do poeta Emmanuel Marinho, de Dourados. 

O evento terá abertura oficial no auditório do Campus do IFMS de Três Lagoas, no dia 1º de novembro, mas as atividades literárias e culturais serão realizadas na Biblioteca Municipal Rosário Congro a partir desta terça, 30.

A feira, segundo o professor Muriel Teixeira, um dos organizadores, será aberto a professores, estudantes e a toda a comunidade. 

Veja entrevista de Muriel Teixeira.

QUEM É EMMANUEL

Livros: Ópera 3 (1980), Cantos de Terra (1982), Jardim das Violetras (1983), Margem de Papel (1994), Satilírico (1995), Caixa de Poemas (1997), Caixa das Delícias (2003) e Encantares (2015).

Música: gravou o disco Teré, já em sua segunda edição, que reuniu nomes singulares da música brasileira - Itamar Assumpção, Paulo Lepetit, Toninho Ferragguti, Alzira Espíndola, Pedro Luis e a Parede, entre outros. Em 2015 lança o CD "Encantares", em parceria com Paulo Lepetit

Teatro: criador e intérprete dos espetáculos "Margem de Papel", "O Encantador de Palavras", "Satilírico", "Solo para Palavras e Sanfona de Brinquedo" , " Tudo Porã por Aqui " , "Porã", " A Bicicleta do Poeta ", " Encantares ", " Com a Palavra, o Poeta! " espetáculos solo, com encenação e texto do poeta.

Prêmio Marçal de Souza - Pela Defesa dos direitos humanos, concedido pela Câmara de Dourados, em 1995

Cidadão Da Paz, concedido pela Comunidade Bahá'i do Brasil em 1996, e novamente o Prêmio Marçal De Souza - Pela Defesa dos direitos humanos concedido pela Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul, em 1997.

Deixe seu Comentário