Rádios On-line
9114
DÁ NEGÓCIO

Fiat finalmente terá SUVs no Brasil e Uno ganhará uma nova roupagem

Investimento feito nas fábricas da Fiat e Jeep em Betim e Goiana será usado também para fabricação de novos modelos

26 MAI 2019 - 06h:50Por Marcelo Marcos

Junto ao anúncio dos novos motores turbo da família GSE/Firefly, a FCA também revelou que terá modelos inéditos nas plantas de Betim e Goiana. Na fábrica mineira serão investidos R$ 8,5 bilhões, enquanto na Pernambucana o aporte será de R$ 7,5 bilhões, todos feitos até 2024. Um dos principais objetivos do grupo é expandir a oferta de SUVs, incluindo modelos Fiat.

Uma das confirmações feitas pela marca foi que de a Fiat terá entre dois a três SUVs nos próximos anos. Eles serão derivados do conceito Fastback apresentado no Salão de São Paulo em 2018 em uma projeção de sua versão de produção.

Uma das grandes possibilidades para esses SUVs é que ambos sejam derivados da Toro reestilizada.

Além do Fastback com sua pegada de SUV cupê, maior requinte e motor 1.3 GSE turbo de 180 cv, o outro modelo poderá ser um SUV de sete lugares derivado da Toro. Maior que o Compass, mas com acabamento mais simples, ele atuaria em um nicho diferente do Jeep.

NOVOS MODELOS
Ao todo, serão lançados 25 novos carros entre Fiat, Jeep e possivelmente RAM até 2024. Em Betim será feita uma nova picape substituta da Strada, além de um terceiro possível SUV Fiat. A nova geração do Uno pode estar inclusa nesse montante, assim como as reestilizações de Argo, Mobi e Toro.

Outra novidade deverá ser um terceiro SUV nacional. Rumores apontam para dois lado: um SUV subcompacto ou um SUV médio de sete lugares.

A primeira e mais forte possibilidade é do mini-Renegade. Ele já foi confirmado para Índia e Europa, sendo rival do Hyundai Venue. Será feito na plataforma do Fiat Panda 4x4 que tem parentesco direto com o Uno brasileiro. Assim, ele ganharia a linha de montagem em Betim.

SUV COM PREÇO BAIXO
Como outra alternativa, há um SUV intermediário entre Compass e Cherokee. Mirando em modelos de sete lugares, como Volkswagen Tiguan Allspace, JAC T80 e Lifan X80, o SUV da Jeep utilizará a mesma plataforma de Compass, Renegade e Toro. Seria uma espécie de versão mais sofisticada e off-road do SUV de 7 lugares da Fiat Toro. A picape média da RAM (futura Dakota), rival de S10, Hilux e Amarok, é certa para nosso país, mas sua produção nacional que ainda é incógnita.  Todos esses modelos já foram anunciados pela montadora que apenas se reservou em afirma uma data concreta para o lançamento oficial. Preço, deve chamara atenção da concôrencia. A montadora promente preços a baixo de mercado.

 

Produção de motocicletas ultrapassa 1 milhão no Brasil 

O ano e 2018 foi melhor que o esperado para o mercado de motocicletas. A produção voltou a superar 1 milhão de unidades e as vendas cresceram 10,5% em 2018. 

Os bons resultados animaram a indústria de motos para 2019. As concessionárias projetam outro aumento nas vendas e as fábricas preparam diversos lançamentos para este ano. Muitos devem chegar ao mercado inda neste primeiro semestre, mas outros devem ficar “guardados” a sete chaves para o Salão Duas Rodas 2019, que deve acontecer em novembro no SP Expo, na capital paulista. 

LANÇAMENTO HONDA
A nova geração do PCX 150, lançada no primeiro trimestre do ano passado na Europa, deve chegar ao mercado em junho deste ano. Scooter mais vendido do Brasil, o PCX teve seu design atualizado, ganhou iluminação full-LED, além de um painel digital que lembra o do Honda Civic. 

Na parte ciclística, o PCX ganhou pneu traseiro mais largo e os dois amortecedores mudaram para evitar o fim de curso com garupa. A marca já confirmou que haverá três versões do novo PCX. A versão de entrada traz o visual novo, mas os freios são combinados (CBS) e estará disponível em duas opções de cores (azul e prata). A Honda ainda não definiu os preços.

CONCORRÊNCIA
Embora ainda não tenha sido confirmado a Yamaha prepara uma aventureira compacta com o motor bicilíndrico de 321 cc que já equipe a esportiva R3 e a naked MT-03. O modelo, provavelmente global, viria substituir a aposentada Ténéré 250 monocilíndrica. 

A Yamaha não informou valores de comercialização no Brasil mas reservou o nome da Teneré para a nova versão.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13