Rádios On-line
8937
Pantanal Mobile

Funcionários dos Correios podem entrar em greve

Mais uma categoria de funcionários públicos pode aderir ao movimento de greve

17 SET 2012 - 09h:50Por Arquivo

 Mais uma categoria de funcionários públicos pode aderir ao movimento de greve. Além dos bancários que preveem iniciar greve na terça-feira, os funcionários dos Correios também poderão interromper os trabalhos nos próximos dias, caso não consigam o reajuste pleiteado.


Entretanto, os Correios antecipou a possível paralisação e marcou para a próxima quarta-feira,audiência de conciliação do pedido de dissídio coletivo protocolado contra a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios, Telégrafos e Similares (Fentect). A audiência será às 10h30, na sede do Tribunal Superior do Trabalho (TST), em Brasília. 

Segundo a assessoria dos Correios, a ação protocolada pela empresa pede a intermediação do TST, em vista da greve e do esgotamento das negociações com a Fentect. Também solicita revisão do acórdão vigente, fruto do dissídio de greve de 2011 e que tem validade por quatro anos, e ainda requer que o Tribunal esclareça cláusula do acórdão sobre a concessão de um (01) vale-refeição/alimentação extra em dezembro de 2011, já pago pela empresa. 
A proposta da ECT prevê reajuste de 5,2% nos salários e benefícios.

O salário-base inicial, por exemplo, iria para R$ 991,77. Se somado o adicional de atividade que os carteiros recebem, o vencimento subiria para R$ 1.289,30. Este cargo é de nível médio. Contudo, a categoria não estaria aceitando.

Ao Jornal do Povo, a assessoria informou que somente os itens econômicos da pauta de reivindicação apresentada pela Federação dos Trabalhadores dos Correios, se atendidos, gerariam acréscimo de até R$ 25 bilhões na folha de pagamento da ECT, que tem previsão de receita de R$ 15 bilhões para 2012.
Ainda de acordo com a assessoria de comunicação, a empresa espera que não aconteça a paralisação dos empregados em Mato Grosso do Sul, mas a lei prevê o direito de greve que, caso ocorra será respeitado.  

Em caso de eventual paralisação dos trabalhadores, a empresa alega que possui plano de contingência para garantir a prestação de serviços à população. Em mato Grosso do Sul, os Correios possui 1.523 empregados, sendo que 760 destes são carteiros. Em Três Lagoas, segundo a assessoria, trabalham 54 pessoas, sendo 25 deles carteiros. Diariamente são entregues em Três Lagoas 27.500 objetos postais (entre cartas e encomendas). (A.C.S.)
 

Deixe seu Comentário

JORNAL DO POVO MOBILE

TVC Canal 13

TVC