Rádios On-line

Grupo Amor Exigente torna-se associação

Grupo atua em Três Lagoas há um ano e meio, porém, somente agora passará a ser uma associação

3 ABR 2013 - 08h:01Por Redação

Nesta quarta-feira (3), às 19h, no Lions Clube de Três Lagoas, o grupo Amor Exigente irá se transformar em associação. De acordo com a coordenadora da entidade, Márcia Milanez, a partir de agora a organização pode contar com o apoio de órgãos públicos e empresas privadas. A instituição não tem fins lucrativos e sobrevive de doações, além do trabalho de 12 voluntários. O evento contará com a presença do coordenador regional, André da Silva, e será aberto a toda a sociedade.

Conforme Márcia, o grupo atua em Três Lagoas há um ano e meio, porém, somente agora passará a ser uma associação. No país, já são cerca de 600. O Amor Exigente é um grupo de ajuda mútua que vem em socorro das famílias que têm parentes envolvidos com drogas, principalmente filhos. O conforto e a palavra amiga chegam até a comunidade por meio de reuniões semanais, como uma solução amorosa para pais que lutam pela recuperação de filhos dependentes de tóxicos. 

Em Três Lagoas, cerca de 30 famílias são atendidas pela entidade. As reuniões semanais são realizadas no Lions Clube, às quartas-feiras, das 19h às 21h. De acordo com Márcia, não há como traçar um perfil das famílias que buscam ajuda no Amor Exigente. “Infelizmente, hoje, a droga está em todas as classes sociais”, explicou. Disse também que a dica para pais e mães não perderem seus filhos para as drogas é ter em casa uma base religiosa, um comprometimento com Deus, além é claro de dialogar muito com os filhos.

De acordo com Márcia, os familiares podem procurar ajuda no Amor Exigente sem medo, sem vergonha de se expor, pois os desabafos e demais conversas são mantidas em sigilo.

PALESTRAS
Além das reuniões mensais, os voluntários ministram palestras em escolas, empresas, entre outros locais. Para agendar uma palestra, basta ligar no telefone 3521-4083 e falar com Márcia.

RETRIBUIÇÃO
Segundo Márcia, é gratificante fazer parte deste grupo de voluntários e ter a oportunidade de levar apoio, qualidade de vida a pais e mães em desespero ao verem seus filhos envolvidos com as drogas. A coordenadora conta que há 15 anos ela recebeu ajuda do Amor Exigente depois que seu filho se envolveu com entorpecentes. “Hoje, na verdade, eu retribuo tudo que recebi de bom dos voluntários”, concluiu.

Deixe seu Comentário

RCN LIVE EUGENIO MUSSAK

TVC Canal 13