Rádios On-line
ESSA HONDA É MINHA

Grupo RCN mobiliza Três Lagoas e Paranaíba com mais um reality show

A 5ª edição do evento é promovida pelo Grupo RCN de Comunicação e a Honda Mototrês, tendo como prêmio uma XRE 190

22 DEZ 2018 - 07h:00Por Kelly Martins

Pelo quinto ano seguido, o Grupo RCN de Comunicação mobiliza a atenção em duas cidades da Costa Leste do Estado com uma promoção empolgante. O reality show “Essa Honda é Minha!” faz parte do calendário de eventos populares de Paranaíba e Três Lagoas, com capacidade de atrair o público, gerar expectativa e valorizar marcas de apoiadores e patrocinadores. 

Como nas edições anteriores, o evento deste ano mobilizou o público e gerou disputa por vagas na competição de resistência física e emocional, em que os participantes não podem pôr os pés no chão, conversar ou interagir com o público e têm períodos controlados de alimentação e idas ao banheiro. 

Em Três Lagoas houve recorde de permanência do vencedor em cima de uma moto: 67 horas. A marca anterior, de 2017, era de 65 horas. A competição de Paranaíba durou 44 horas, como no ano passado, e teve 16 participantes - quantidade superior a de todos os anos anteriores. 

DESEMPREGADO

Cansaço físico, mental, sono, fome e um calorão que superou 39°C. Obstáculos superados pelo vencedor do reality de Três Lagoas. Rômulo Pereira Chaves, de 22 anos, deixou o trabalho como vigilante para encarar o desafio e tentar ganhar uma moto avaliada em R$ 17 mil. E deu certo. Ele ganhou uma Honda XRE 190 cilindradas 0km.

“Agora estou desempregado. Deixei o emprego que tinha para participar do reality e ganhei. Superei, venci. Estou muito feliz”, declarou o morador do bairro Jardim das Américas ao descer da moto, por volta de 7h20 de sexta-feira (21), em um estrutura montada na praça senador Ramez Tebet, no centro da cidade. Ele e outros 16 competidores foram selecionados para a disputa por meio de cupons distribuídos pelas empresas patrocinadoras, por meio da produção de vídeo e pelo compartilhamento de uma imagem no Facebook.

VITÓRIA

Rômulo venceu a prova após o outro finalista, Silvano Marques dos Santos, de 50 anos, desistir. Ele disse que ficou cansado e que sentia fortes dores, principalmente na perna direita. “Não aguentei. Estava com muita dor”, revelou. Antes disso, na madrugada de sexta, a veterana de realitys, Adriana Aparecida da Silva, de 31 anos, também deixou a competição, na terceira tentativa de ganhar uma moto. Em 2017, ela foi a penúltima e, no ano anterior, ficou entre os últimos cinco participantes.
 
AVALIAÇÃO

Para o gerente de vendas da Honda Mototrês, Clodoaldo Araújo, a participação da empresa confirma o sucesso do evento em Três Lagoas. “Estamos muito satisfeitos com esta promoção e já podemos antecipar que estaremos novamente juntos em 2019”, disse.

“Sempre tivemos grandes parceiros no reality. Nesse ano podemos contar com mais empresas e apoiadores, além da participação do público e da disputa por vagas na competição. Isso é muito bom”, disse o coordenador artístico do Grupo RCN, Fernando Moraes.

Deixe seu Comentário