Rádios On-line
DESEJO

Hélio não vê o pai há 31 anos e pede ajuda para encontrá-lo

Tristeza pelo distanciamento marca uma procura que começa por Três Lagoas

14 JAN 2020 - 13h:33Por Valdecir Cremon

Hélio de Souza Viana é trabalhador rural, casado e tem 32 anos. Depois de pensar bastante e de até enfrentar resistências dentro da família, ele começou, nesta semana, a procurar pelo pai, que só viu quando tinha um ano de idade - época da separação de João Aparecido Viana e dona Maria de Souza, que moravam em Pereira Barreto (SP). Dos quatro irmãos, só ele se mudou para Três Lagoas e optou pelo portal JPNews para começar a procura pelo pai.

"Eu sinto, assim, uma tristeza porque não sei 'direito' quem é meu pai. Se eu 'ver ele' na rua eu não sei quem é", resume Hélio com tristeza que não consegue disfarçar. 

A história, porém, é mais complicada. João Aparecido Viana teve apenas uma passagem por Três Lagoas, segundo Hélio. "A mãe diz que ele foi morar em Rondônia, numa cidade que 'chama' Vilhena", contou. 

Então, por que começar por Três Lagoas? A carência do trabalhador rural é tão indisfarçável quanto sua tristeza pela falta do pai. Uma coisa, contudo, escapa de sua humildade. "Quem sabe alguém vê", diz ele, em referência à audiência do portal JPNews.

Para contribuir com a possível localização de João Aparecido Viana, Hélio enfrentou a resistência da mãe, telefonou para ela e conferiu os nomes dos avós "por parte de pai". São: Geraldo Marques Viana e Rita Maria de Jesus Viana. 

"Quem puder me ajudar, pode ligar pra mim. Meu telefone é (67) 9 9290 6161. Muito obrigado", disse. 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13