Rádios On-line
SENTENÇA

Homem que matou 'colega' em bar é condenado a 6 anos em regime semiaberto

Decisão contra Onofre Ribeiro da Silva foi proferida às 18h da tarde desta quarta-feira, após juri popular que durou quase 6 horas no Fórum de Três Lagoas

6 FEV 2019 - 21h:29Por André Barbosa

O juiz Rodrigo Pedrini Marcos da 1ª Vara Criminal de Três Lagoas, condenou em definitivo, Onofre Ribeiro da Silva a seis anos de reclusão, em regime inicial semiaberto. O réu é acusado de ter matado Anderson dos Santos Silveira em um bar, durante negociação de uma moto, em 2013. A sentença foi proferida às 17h47 desta quarta-feira (6), após quase seis horas de explanações em terceira fase de segundo juri em Fórum da cidade. 

O condenado foi dispensado de indenizar a família da vítima e dos custos de assistência judiciária.
Rodrigo Pedrini também concedeu ao acusado, recorrer a pena em liberdade. "Uma vez que
assim respondeu o processo durante toda a fase de instrução. Transitando em julgado e, mantendo-se a condenação do acusado, façam-se as comunicações necessárias, inclusive lançando o nome do dele no rol de culpados e expedindo mandado de prisão nos moldes decididos em definitivo, com encaminhamento aos órgãos competentes", completou o magistrado.
A sentença foi publicada eletrônicamente, por volta das 18h. 

O caso - Onofre Ribeiro da Silva teria assassinado Anderson dos Santos Silveira, no bairro Vila Haro, em 22 de outubro de 2013. 
O crime ocorreu durante uma briga que, de acordo com a polícia, foi motivada por uma negociação de venda de uma moto.  
Anderson tinha 26 anos e morreu a poucos metros de casa em plena luz do dia, por volta das 15h. O crime foi há quase seis anos e, somente agora, o acusado de matar o jovem a tiros, enfrentará júri popular.  De acordo com a denúncia do Ministério Público Estadual (MPE), os dois eram colegas e estavam negociando a venda da motocicleta.
Conforme a denúncia, esse teria sido o motivo da briga  e consequentemente o assassinato. O acusado tem 57 anos e logo após o crime fugiu em uma moto. Ele responde atualmente ao processo em liberdade.

Veja a materia

Deixe seu Comentário