Rádios On-line
CENÁRIO RCN

Hospitais se esforçam para manter serviços a conveniados do SUS

2 FEV 2018 - 16h:00Por Valdecir Cremon

A falta de investimentos públicos para o atendimento de base de pacientes conveniados ao SUS, e também do atendimento ambulatorial e hospitalar, é a causa da baixa avaliação dos serviços prestados. O administrador do Hospital Auxiliadora, de Três Lagoas, Marco Antônio Calderon, cobra ampliação dos programas públicos e maior parceria de governos com instituições de saúde, especialmente as filantrópicas, que executam serviços de atendimento.

A avaliação de Calderon sobre o atual momento do setor de saúde não difere da feita por diretores de hospitais semelhantes de todo o país. Sem programas públicos condizentes na base e dependendo de promoções beneficentes, como leilões e shows de música, os hospitais se esforçam para manter serviços.

No particular e em convênios, porém, o Auxiliadora apresenta avanços, se confirmando como hospital de referência em Mato Grosso do Sul.

Calderon deu entrevista ao “Cenário RCN – desafios e perspectivas 2018”.

 

Deixe seu Comentário