Rádios On-line
NOVA DIREÇÃO

Hospital Auxiliadora tem novo diretor administrativo

Ede Carlos dos Santos assume a gestão do hospital no lugar de Eduardo Otoni que vai assumir a direção da Santa Casa de Curitiba, no Paraná

6 MAI 2017 - 08h:17Por Ana Cristina Santos

Ede Carlos dos Santos é o novo diretor administrativo do Hospital Auxiliadora de Três Lagoas. Ele assumiu o cargo na manhã de ontem, num evento que contou com a participação da diretoria da entidade, convidados e colaboradores. Ele assume a gestão do hospital no lugar de Eduardo Otoni que vai assumir a direção da Santa Casa de Curitiba, no Paraná.

Eduardo Otoni comandou o Auxiliadora por cerca de quatro anos, e só anunciou sua saída do comando da instituição porque considerou importante o novo desafio. Em uma rápida avaliação sobre sua passagem pelo hospital, Otoni considerou importante os avanços obtidos na transformação comportamental dos colaboradores internos e na reestruturação implementada na parte física do Hospital Auxiliadora. Destacou também a melhora na qualidade do atendimento oferecido à população.

Além disso, o ex-diretor destacou a importância da participação e do apoio da sociedade civil organizada através de entidades como o Rotary, por exemplo. Eduardo lembrou que esse envolvimento permitiu, por exemplo, a implantação e execução de projetos, como a unidade e o laboratório de oncologia, a reforma e melhorias no Pronto Atendimento, reforma da ala de pediatria, da maternidade, entre outros serviços. “A maior conquista foi ouvir da população, que acredita no hospital. Muitos pacientes deixaram de ir para os grandes centros em busca de atendimento e passaram a utilizar os serviços oferecidos pelo Hospital Auxiliadora”, destacou.

NOVO DIRETOR 

O novo diretor administrativo do hospital assumiu o cargo por indicação de Otoni. A relação profissional entre eles já dura 17 anos. Ede Carlos veio de Pirassununga (SP). Administrador hospitalar de formação, dirige uma empresa de consultoria com experiência de quase 20 anos de atuação em direção hospitalar.

Antes de ser convidado para assumir a direção do hospital, Ede Carlos já prestava serviços de consultoria para entidade.

“Estava no setor de faturamento, tive contanto com alguns gerentes e administradores, mas é lógico que só na prática é que teremos a real situação do hospital. Já conversei com as irmãs, e pedi um prazo de, pelo menos, 30 dias para se ambientar e conhecer todos os projetos. A nossa intenção aqui é dar continuidade às ações e melhorar o que for necessário”, comentou. 

Deixe seu Comentário