Rádios On-line
SAúDE

Hospital Regional de Três Lagoas será concluído em julho deste ano

19 JAN 2020 - 08h:30Por Márcia Paravizzi

O secretário de Infraestrutura e vice-governador, Murilo Zauith (DEM),  cumpriu agenda em Brasília nos dias 15 e 16, em busca de apoio e recursos dos ministérios e demais órgãos federais. Murilo  se reuniu com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta,  e afirmou que o Hospital Regional de Três Lagoas deve ser concluído em julho. “Até o final de julho o Hospital será concluído. Tivemos a promessa do ministro Mandetta, que afirmou que irá  disponibilizar os recursos para a compra dos equipamentos”, disse. No entanto, o vice-governador destacou que a Secretária de Saúde do Estado deve apresentar a proposta ao ministério. 

“Assim que o secretário de Saúde, Geraldo Resende, entregar o projeto dos  equipamentos, o ministério da Saúde libera os recursos”, afirmou. Segundo Zauith, Luiz Henrique Mandetta se comprometeu a priorizar a finalização do Hospital.
O secretário esteve também com o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, discutindo o programa Minha Casa Minha Vida e destacou que a habitação será prioridade do governo do estado para atender a demanda das pessoas inscritas no programa.

“Até 2022 devemos atender 50% da demanda de todo o estado. Só em Campo Grande há 45 mil pessoas aguardando a casa própria. Em todos os municípios há pessoas aguardando”, disse. De acordo com Murilo  Zauith,  a Caixa vai disponibilizar cerca de 60 bilhões para o programa em todo o país. O vice-governador também discutiu na Capital Federal a viabilização do aeroporto de Dourados. Esteve no Ministério da Agricultura para tratar de demandas do setor. “O gabinete da ministra Tereza Cristina é a base do governo do estado. Ela sempre coloca sua equipe à nossa disposição; tanto Tereza Cristina quanto Mandetta têm um olhar diferente para o nosso Mato Grosso do Sul”, disse. No último dia de agenda em Brasília, Murilo se reuniu com o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e também saiu do gabinete otimista. “Onyx prometeu que vai agilizar as demandas de Mato Grosso do Sul”, disse. A liberação de verbas dos ministérios depende do aval  da Casa Civil.

O vice-governador não foi a Brasília sozinho; o diretor-presidente da Sanesul, Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul, Walter Carneiro Junior, acompanhou Zauith e também falou com a reportagem. Ele disse que se reuniu com o presidente da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Ronaldo Nogueira de Oliveira, para buscar recursos do órgão para saneamento básico. 

Carneiro conseguiu R$ 15 milhões, que serão prontamente liberados para dar início às obras de tratamento de esgoto em Rio Brilhante e Mundo Novo. “Faremos um esforço concentrado para atender aos  42 municípios com saneamento básico, que têm obras do Avançar Cidades, algumas em andamento e outras em fase de licitação”, disse. Atualmente a Sanesul possui convênios ativos com a Funasa em 42 municípios do Estado.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13