Rádios On-line

Inadimplência do consumidor aumenta 6,7% em janeiro

Um dos motivos do aumento, segundo a ACE, é a facilidade de crédito, principalmente através das operadoras de cartão de crédito

16 FEV 2013 - 10h:23Por Redação

Aumentou em 6,7% o número de três-lagoenses que não honraram suas dívidas em janeiro de 2013 em comparação com o mesmo mês do ano passado. De acordo com a Associação Comercial Empresarial de Três Lagoas (ACE/TL), em janeiro deste ano, 1.812 consumidores tinham o nome negativado dentre as 5.538 consultas realizadas. Já no mesmo mês de 2012, houve 5.697 consultas com 1.699 pessoas sob restrição. Entretanto, ao confrontar o número de consultas nota-se uma queda de 2,9%.

Segundo informações de Santiago Sanches, assessor jurídico da ACE, o crescimento da inadimplência está relacionado à facilidade de crédito oferecido pelas instituições financeiras, principalmente as operadoras de cartão de crédito. Em contrapartida, também existe a falta de planejamento familiar. “Sem projetar os gastos, o três-lagoense acaba gastando mais do que pode. Por isso, o consumidor não consegue saldar as dívidas e fica inadimplente”, ressaltou.

O assessor jurídico informou ainda que no Brasil a inadimplência do consumidor está em torno de 10% da população. Levando esse dado em consideração, a ACE calcula que Três Lagoas tem 10 mil inadimplentes, já que há cerca de 100 mil habitantes no município.

No entanto, ao confrontar os índices de Três Lagoas com dados nacionais percebe-se que no Brasil o percentual no mês de janeiro superou a média de 10%. Uma pesquisa apresentada na última quinta-feira mostra que a inadimplência no comércio varejista subiu 11,8% em janeiro em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados são do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e foram divulgados pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Segundo a entidade, o aumento do atraso no pagamento é consequência das medidas de estímulo ao consumo somadas à falta de planejamento do consumidor. A CNDL considera inadimplência atrasos de cerca de 30 dias em prestações ou mensalidades de compras no varejo. 

Consultas
Segundo Sanches, o devedor, quando reorganiza sua vida financeira, tem interesse em saldar as dívidas. Ele conta que diariamente passam entre 60 e 100 pessoas na ACE/TL para consultar a situação financeira. “O três-lagoense procura saber onde deve e o que deve fazer para renegociar os débitos”, informou.

Conforme a ACE, para consultar o nome na entidade o consumidor para uma taxa de R$ 2 reais.

Serviço
A ACE está localizada na rua Wilson Carvalho Viana, 519 – Santo André. O atendimento ao público é das 7h às 17h30. Mais informações pelo telefone 3509-1700.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13