Rádios On-line

Incêndio em vagão de trem abandonado em Três Lagoas

Rápida ação dos bombeiros evitou uma tragédia maior por incêndio que pode ter sido causado por dependentes químicos

8 NOV 2012 - 17h:09Por Daniel Gimenes

Por volta das 10h40m da manhã de quarta-feira, o Corpo de Bombeiros do 5º Grupamento em Três Lagoas foi acionado para apagar um incêndio em um vagão de trem abandonado, ao lado das linhas administradas pela América Latina Logística, na região central da cidade.

O fogo se espalhou rapidamente por todo vagão, consumindo os materiais de tecido e madeira que compunham o espaço interno. Segundo informou o subtenente Natal de Souza Moreno, os bombeiros atenderam rapidamente, trazendo inclusive a carreta do grupamento, do qual possui grande capacidade de armazenamento de água. “Ainda é cedo para apontar quais foram as causas do incêndio, mas pode ter sido causado por dependentes químicos, que segundo relatos dos moradores, estavam no local momentos antes”, disse o oficial.

Segundo o morador Lauro Marques de Castro, 53 anos, a região está perigosa para se viver devido ao aumento no número de andarilhos e pessoas que se refugiam dentro dos vagões abandonados, levando medo ao bairro. “Minha esposa me acordou assustada, e vimos um homem saindo do vagão após o início do incêndio. Ele estava carregando uma bicicleta”, contou Lauro, que é vigia noturno e mora logo ao lado dos vagões abandonados e foi quem acionou os bombeiros.

A esposa de Lauro, Rosemar Ribeiro de Castro, 49, afirmou que já acordou durante a madrugada e encontrou um homem dentro de sua casa, do qual expulsou debaixo de vassouradas. “Vivemos sempre com medo, já enfrentamos até bandidos com arma branca. O local também é utilizado para guardar produtos roubados, consumo de drogas, estamos vivendo uma calamidade”, afirma a moradora da rua 1.

Insegurança

Jean Carlos Reis Gama, 33, amigo da família, estava no local e relatou o drama que os amigos estão passando. “O pessoal aqui está pedindo socorro há muito tempo. Não pode deixar a casa sozinha em nenhum momento, se sair roubam. Aqui a insegurança é constante, 24 horas por dia”, desabafou o rapaz. Jean ainda informou que até estupro já foi presenciado pelos moradores, e que muitas vezes, após a polícia atender uma ocorrência e ir embora sem obter sucesso na captura do suspeito, o mesmo retorna após a viatura virar a esquina.

O incêndio não teve maiores proporções, se restringindo apenas a um dos vagões, porém, a área é cercada por mato seco, árvores e algumas residências. A rápida ação do corpo de bombeiros evitou um incêndio de maiores proporções.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13