Rádios On-line
8056
Prefeitura Nome Limpo
TRêS LAGOAS

Incêndios em terrenos baldios destroem cinco imóveis e três veículos

Casos foram registrados pelo Corpo de Bombeiros que atende, em média, 10 ocorrências de queimadas por dia em Três Lagoas

10 AGO 2017 - 12h:00Por Kelly Martins

Incêndios em terrenos baldios já destruíram cinco imóveis e, pelo menos, três veículos, em diversos bairros de Três Lagoas, somente neste ano. Nesses casos, as queimadas iniciaram de forma criminosa em áreas abandonadas, de pastagens, e atingiram residências, sendo necessária a atuação de equipes do 5° Grupamento de Bombeiros Militar para combater as chamas.

Na maioria das ocorrências, o morador da casa estava trabalhando e foi avisado por vizinhos do ocorrido. Ninguém ficou ferido, conforme os registros dos bombeiros. O último caso, por exemplo, ocorreu no bairro Jardim das Acácias, em 25 de julho. O auxiliar de produção Johnny Alves da Cunha, de 32 anos, contou que perdeu todos os móveis do quarto. As chamas destruíram cama, televisão, guarda-roupa e documentos. 

Os moradores da região ajudaram a combater o incêndio e relataram que o fogo teria começado em um terreno baldio, localizado na rua que fica atrás. Em poucos minutos, atingiu a casa. 

No mesmo mês, o Corpo de Bombeiros foi acionado no bairro Novo Ipanema. Um morador teria colocado fogo em um terreno baldio, no período da noite, e por conta do vento, as chamas atingiram uma casa que fica ao lado. Três ocorrências parecidas foram registradas em junho, nos bairros Paranapungá, Jardim das Violetas e Vila Alegre.

Fogo destruiu ferro velho, no bairro Vila Alegre. Foto: Celso Daniel/JPNEWS

No mesmo período, um incêndio de grande proporção atingiu um ferro velho e destruiu sucatas de veículos, no Vila Alegre. As labaredas atingiram cinco metros e a fumaça era densa e escura, assustando muitas pessoas que passavam pelo local. A situação registrada no município gera alerta e reflexe na falta de conscientização, já que queimada urbana é crime.

“Trata-se de um dado alarmante. Nem em dias comuns, registrados cinco incêndios em imóveis e que foram ocasionados por acidentes. O fato de se tratar de ocorrência originária de queimada urbana revela uma situação preocupante”, declarou o tenente do Corpo de Bombeiros, Hoanderson de Sá.

Ele explica que entre os meses de junho e agosto o período de estiagem aumenta os riscos de incêndios. Três Lagoas completou 60 dias sem chuva. Diariamente, em média, os bombeiros atendem 10 ocorrências de incêndio em vegetação, em diversos pontos da cidade, como também às margens de rodovias.

Multas

Em Três Lagoas é proibido atear fogo em lixo, matas, lavouras, campos alheios ou em quaisquer outros objetos, mesmos nos próprios quintais, de acordo com a lei municipal nº 2.418, de 23 de dezembro de 2009, art. 26, inciso VII. A multa é de R$ 446.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
Dá Negócio
6651