Rádios On-line
Caminhão de Prêmios Urna Interna
DENGUE EM TRêS LAGOAS

Índice geral de mosquito é baixo, mas infestação em bairros preocupa

Apesar de poucos casos de dengue, chuvas e temperaturas altas geram alerta

22 JAN 2018 - 11h:53Por Ana Cristina Santos

O resultado do Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes Aegypti (Lira), realizado na semana passada, mostra que o índice geral de infestação predial do mosquito transmissor da dengue em Três Lagoas está dentro do recomendando pelo Ministério da Saúde, que é abaixo de 1%.

O índice geral do Lira neste começo de ano foi de 0,8%. Apesar de o índice geral estar baixo, em algumas regiões da cidade o percentual é alto, atualmente, com situação de risco para ocorrência de surto da dengue.

De acordo com o levantamento, na região dos bairro Interlagos, o índice foi de 7,5%; no Alto da Boa Vista, 3,7%; no bairro da Lapa, 2,3%; na região do Vila Nova, 1,4%; no Jardim dos Ipês, 3,3%; Jardim das Carandá, 3,4%; no Jardim Imperial 6,9% e no bairro Vila Maria, 3,8%.

Segundo o coordenador do Setor de Endemias, Alcides Ferreira, essas regiões da cidade necessitam de atenção especial por parte de moradores, porque 84% dos focos de dengue foram encontrados em imóveis residenciais.

Nesse início de ano, apenas 11 casos notificados de dengue foram registrados em Três Lagoas. Desses, nenhum confirmado, ainda. No ano passado, dos 618 casos notificados, com 25 diagnósticos da doença.

“Terminamos o ano e começamos 2018 com o índice baixo, com poucos casos de dengue. Mas, é preciso atenção nesse período, porque temos registrado muita chuva e temperaturas altas. Isso pode contribuir para a proliferação do mosquito”, alertou.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13