Rádios On-line

?Japa? é preso em ação conjunta entre Polícia Civil e Militar

Ele é acusado de ser o mandante de um crime de tentativa de homicídio

3 MAI 2013 - 09h:21Por Redação

Em cumprimento a um mandado de prisão temporária expedido pela justiça local, foi realizada na última terça-feira uma ação conjunta entre Polícia Militar e Civil, que culminou na prisão de Alexandre Vitório, de 39 anos, conhecido como “Japa”. Ele é acusado de ser o mandante de um crime de tentativa de homicídio, que aconteceu no dia 11 de abril deste ano, na região do Jardim Dourados, em Três Lagoas.

Segundo o delegado que investiga o caso, Thiago José Passos da Silva, a arma utilizada nessa tentativa de homicídio seria de “Japa”, o qual teria mandado matar Thiago Augusto da Fonseca, de 26 anos. O autor dos disparos contra Thiago, Paulo Cesar Rodrigues, de 35 anos, foi preso no dia do crime após troca de tiros com a polícia. Ele foi alvejado com um tiro no ombro esquerdo e já cumpre pena no presídio local.

De acordo com o delegado, após essa tentativa de homicídio, foi instaurado um inquérito para apurar os fatos. “No curso da investigação, surgiu a informação de que a arma fornecida para esse crime seria de Alexandre e que ele teria mandado matar Thiago devido a uma disputa de território por tráfico de drogas. Diante dessa informação, entramos com um pedido na justiça e foi concedido um mandado de prisão temporária contra ele [Japa]”, comentou o delegado.

Com o mandado de prisão em mãos, na última terça-feira foi realizada uma ação conjunta entre as polícias para realizar a prisão de “Japa”. Segundo o delegado, no momento da prisão, Alexandre conduzia um veículo na avenida Ranupho Marques Leal, onde os policiais conseguiram interceptar o carro e cumprir o mandado de prisão. “Ele foi preso e está à disposição da justiça por, pelo menos, 30 dias, até que o inquérito policial seja concluído”, informou.

Ainda de acordo com o delegado, as investigações apontaram que “Japa” seria uma espécie de atacadista na região do Jardim Dourados, local conhecido como a “Cracolândia”. Essa teria sido a origem do crime, já que Thiago Augusto da Fonseca também estaria comercializando entorpecentes no local. “Segundo consta, a vítima [Thiago] estaria vendendo pequenas porções de entorpecentes no local e, por disputa de território, foi expulsa dali pelo Japa, porém , retornou e, nesse último episódio, acabou sendo baleado por um comparsa”, esclareceu o delegado.

Segundo o delegado, “Japa” possui diversas passagens pela polícia, como tentativa de homicídio e porte de drogas. Também já foi preso em São Paulo por porte de arma de fogo. “O tráfico de drogas tem sido combatido pelas polícias Civil e Militar, porque acaba sendo a mola propulsora de inúmeros outros delitos”, destacou o delegado.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13