Rádios On-line
9197
JULGAMENTO

Joice explica a jurados como matou Camilo de Freitas

"Agi em legítima defesa dos filhos", diz cabeleireira acusada de homicídio

21 AGO 2019 - 15h:42Por Kelly Martins

IA acusada de matar um um vendedor de tijolos a facada, Joice Espíndola da Silva, 35, prestou depoimento na tarde desta quarta-feira(21), durante o júri popular que enfrenta pelo crime, no Fórum de Três Lagoas. O depoimento durou cerca de 1h15 e a acusada alegou que não pegou a faca para matar Camilo de Freitas, de 24 anos na época do crime. “ Eu só agi em legítima defesa e para proteger meus filhos. Em nenhum momento fui até Ele com uma faca para matá-lo”, declarou Joice. 

Ela alegou que foi uma fatalidade o fato e que só tentou impedir que a vítima agredisse ela e o filho. “ Como mãe entrei na frente dos meus filhos e a única coisa que eu tinha era isso, a faca”. O crime ocorreu em 20 de maio de 2018, no bairro Bom Jesus da Lapa. 

Joice estava com os três filhos em uma caminhonete quando teria visto Camilo e a esposa Larissa Fontoura discutindo. Eles estavam do lado de fora do carro e brigavam. Joice disse que foi verificar o que ocorria com a intenção de pedir ajuda. Tentou ainda pegar a placa do carro de Camilo. 

Porém, foi o momento que ele ficou alterado, irritado, começou a proferir xingamentos e foi em direção à família da acusada. Ela e o filho de 16 anos saíram da caminhonete ocasião em que iniciou a briga. “ Como ele [ Camilo] estava muito agressivo fui até o carro e peguei a faca. Mas em nenhum momento impus contra o peito dele. Eu tentava separar ele do meu filho”, contou. 

A cabeleireira ficou emocionada em vários momentos e chorou durante o depoimento.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13