Rádios On-line
TRêS LAGOAS

Lei determina multa de R$ 892 para quem passar trote para o Samu

Samu de Três Lagoas registrou 1.298 trotes nos primeiros cinco meses deste ano

17 MAI 2017 - 13h:05Por Kelly Martins

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Três Lagoas recebe, em média, oito trotes por dia, através de ligações na unidade pelo número 192. O número é alto e corresponde a 30% do total de chamadas recebidas pelo sistema. Para tentar coibir este tipo de ação, quem for pego passando trote para serviços de emergência, no município, poderá ser multado em R$ 892 por infringir a legislação.

Isso porque o índice de chamadas falsas é alto. Somente nos primeiros cinco meses deste ano, por exemplo, o Samu recebeu 1.298 trotes, o que representa 259 ligações entre os meses de janeiro e maio. Em um dos casos, a equipe deslocou até um bairro da área rural para atender a ocorrência e, no local, descobriu que se tratava de uma chamada falsa.

O coordenador-geral do Samu, André Dourado, ressalta a preocupação e espera que a medida consiga resolver o problema. “Isso dificulta o nosso serviço, pois a viatura deixa de atender uma situação real para ir atrás de um trote. Alguns são consumados. Muitas pessoas que realmente precisam de socorro naquele momento acabam não sendo atendidas”, observou o coordenador, em entrevista ao JPNEWS.

Ele orienta aos moradores bom senso na hora de fazer denúncias. De acordo com os dados, a maioria das chamadas falsas em Três Lagoas é feita por adolescentes, nas saídas das escolas, por meio de telefones públicos e celulares pré-pagos.

A Lei Municipal 366 foi sancionada em dezembro de 2016, ainda na gestão anterior. Porém, não tinha entrada em vigor. André Dourado explica que a fiscalização iniciou no mês de abril e que a coordenação do Samu está realizando o levantamento para identificação das ligações. Depois, o relatório deverá ser encaminhado para a assessoria jurídica. “Nós temos identificador de chamada nos telefones, o que torna possível saber a localização e o número de quem está nos acionando. Dessa forma, fica mais fácil acionamento jurídico”, declarou Dourado.

Reflexo

Apesar do índice alto, o número de trotes em 2017 é menor se comparado com os cinco primeiros meses de 2016. No ano passado, os servidores receberam 2.606 chamadas falsas, o que representa queda de 50% neste ano (1.298).

Orientação

Como forma de combater este tipo de ocorrência na região, a prefeitura desenvolve o projeto "Samu na Escola", que visa levar informações e orientação sobre o atendimento feito diariamente pelas equipes da unidade, palestras educativas. "É muito importante a participação e envolvimento das escolas, empresas pública e privada", avaliou Dourado.

 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13