Definir Três Lagoas como sua cidade padrão?

Sim Não
Rádios On-line
8368
Loteamento OT
CLÍNICA DA MULHER

Mamógrafo deverá funcionar só após inspeção da Vigilância Sanitária

Os exames deixaram de ser realizados desde o ano passado, quando o aparelho apresentou problemas

11 JUL 2017 - 10h:14Por Kelly Martins

O mamógrafo, aparelho que está sem funcionar desde o ano passado e se encontra instalado na Clínica da Mulher, aguarda a liberação da Vigilância Sanitária Estadual para retomar os exames. A informação é da prefeitura de Três Lagoas, que contratou uma empresa que será responsável pela manutenção do equipamento.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o mamógrafo passou recentemente por reparos e a empresa especializada licitada fez o levantamento radiométrico, como também o controle de qualidade do aparelho.

O laudo será encaminhado à Vigilância Sanitária, conforme a pasta, que emitirá parecer para a liberação do funcionamento e realização dos exames de mamografia.

“É um aparelho que exige cuidados especiais no seu manejo, para que não ocorram casos de efeitos radiológicos”, pontuou a diretora do Departamento Administrativo e Financeiro de Saúde, Elaine Cristina Ferrari Fúrio.

O equipamento é o único para exames de mamografia pelo Sistema Único de Saúde (SUS) de Três Lagoas. Parceria entre a prefeitura e o Hospital Auxiliadora tem possibilitado aos pacientes a  realização de exames na unidade médica. “No entanto, devido ao aumento da demanda, é importante que o mamógrafo da Clínica da Mulher volte logo a funcionar para reduzir o tempo de espera”, observou Ferrari.

O prefeito Ângelo Guerreiro chegou a anunciar que o governo do estado teria doado um novo aparelho para o município. Porém, até então, o equipamento não foi encaminhado para Três Lagoas.

A mamografia é importante para a prevenção do câncer de mama, porque é o método mais efetivo de diagnóstico precoce. É um exame radiológico em que é possível detectar o câncer em estágio ainda curável.

Segundo os profissionais da saúde, o objetivo da mamografia é produzir imagens detalhadas com alta resolução espacial da estrutura interna da mama para possibilitar bons resultados diagnósticos. A diferença radiográfica entre o tecido normal e o tecido doente é extremamente tênue; portanto, a alta qualidade do exame é indispensável para alcançar uma resolução de alto contraste que permita essa diferenciação.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
Dá Negócio
6651