Definir Três Lagoas como sua cidade padrão?

Sim Não
Rádios On-line
8515
Prefeitura PROREME 10 a 3011

MEC ainda não licitou projeto da escola técnica

Para o estado de MS, segundo projeto anunciado há quase dois anos, estão previstas sete unidades de formação técnica.

20 NOV 2008 - 07h:00Por Divulgação

O projeto de construção de sete escolas técnicas no estado de Mato Grosso do Sul, anunciado pelo deputado federal Antônio Carlos Biffi (PT-MS), há quase dois anos, permanece engavetado na burocracia do Ministério de Educação (MEC).
O deputado participou na terça-feira (18) de reunião com o secretário em exercício de Educação Profissional e Tecnológica do MEC, Getúlio Marques Ferreira, para discutir o assunto e constatou que esse projeto está parado.
Biffi, autor do projeto, lembrou que o governo federal prometeu investir na implantação de seis escolas técnicas e três escolas agrotécnicas nos estados do Acre, Amapá, Mato Grosso do Sul, Pará, Maranhão, Rio Grande do Sul, Rondônia e Distrito Federal.
Nos demais Estados, esse projeto do MEC já está em andamento. Apenas o de Mato Grosso do Sul está parado, observou o deputado Biffi. Para a execução desse projeto no MS, na formação técnica de jovens do ensino médio, o deputado Biffi espera que sejam investidos mais de R$ 30 milhões.

VAGAS

Os investimentos destinam-se à criação de oito mil vagas do ensino técnico em Campo Grande e duas mil vagas em cada uma das escolas, que deverão ser construídas em Ponta Porã, Aquidauana, Corumbá, Coxim, Três Lagoas e Nova Andradina.
Para a construção da escola técnica federal, em Três Lagoas, além de Audiência Pública, promovida pelo deputado estadual Akira Otsubo (PMDB) para discussão do assunto, a Câmara Municipal já autorizou o Executivo a ceder uma área à União, porque a expectativa era a de que as obras começariam no início deste ano de 2008.
O único projeto em andamento é o da licitação das obras de construção da Escola Técnica Federal de Campo Grande. O processo de licitação, que enfrenta também morosidade, é para construir a escola de 60 mil metros quadrados, no bairro Santo Antônio, na Capital. O processo licitatório é coordenado sob a responsabilidade do professor Marcus Aurélius Stier Serpe, da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTF/PR).
Em agosto, lembrou o deputado Biffi, ele esteve no Ministério da Educação, acompanhando o secretário estadual de Obras, Edson Giroto, para que fosse acelerado o processo das escolas técnicas em Mato Gosso do Sul. Naquela ocasião, foi apresentada ao MEC a proposta de parceria dos governos federal e estadual para aproveitamento de toda a infra-estrutura e formatação do projeto cientifico e pedagógico.
O deputado Biffi acusa a UTF/PR por “estar emperrando a concretização do projeto, que permanece apenas no papel”, disse. Por sua vez, a  coordenação da UTF/PR deverá vir à Capital na próxima segunda-feira (24) para discussão do projeto.
A meta do Plano de Expansão da Educação  era chegar a 2010 com 354 escolas técnicas e cerca de 500 mil vagas, em todo o Brasil. Hoje, a educação profissional e tecnológica conta com 140 escolas e 160 mil vagas. (Com informações do midiamaxnews)

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
Dá Negócio
6864