Rádios On-line
teste mobile
TRêS LAGOAS

Médico do Samu é preso após agredir e ameaçar esposa com pistola

A prisão foi feita pela Polícia Civil no momento em que o médico trabalhava no Samu e com ele os policiais encontraram droga

17 JUN 2016 - 17h:02Por Kelly Martins

Um médico, que trabalha como clínico geral no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Três Lagoas, foi preso nesta sexta-feira (17) suspeito de cometer  violência doméstica, por porte ilegal de arma de fogo e ainda por ser flagrado com droga. A prisão foi feita pela Polícia Civil após denúncia da própria esposa, que alegou ter sido agredida pelo médico. Não foram divulgados nomes dos envolvidos.

O caso é investigado pela Delegacia de Atendimento à Mulher (DAM). Segundo o delegado Thiago Passos, a vítima foi à delegacia e contou que antes de ir para o trabalho, o marido a agrediu fisicamente e a ameaçou com uma pistola. Ele saiu com a arma e teria dito: “você vai ver do que eu sou capaz”.

Após registrar o boletim de ocorrência, uma equipe de policiais foi até a unidade do Samu para realizar a prisão do médico. Durante revista, os policiais encontraram no fundo de uma bolsa de mão, uma pistola calibre 7,65 mm, municiada, além de dois tabletes de maconha embalados em filme plástico.

O médico foi preso em flagrante pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo, ameaça, vias de fato (agressão) e posse de drogas. Conforme o delegado, os crimes são inafiançáveis. O suspeito foi encaminhado à cadeia e deverá responder judicialmente pelos crimes.

Deixe seu Comentário