Rádios On-line
BR-262

Moradores apoiam protesto de caminhoneiros e doam água e alimentos

Categoria interditou há três dias, a BR-262, na saída de Três Lagoas para São Paulo

24 MAI 2018 - 08h:00Por Kelly Martins

Os moradores de Três Lagoas têm demonstrado apoio aos caminhoneiros autônomos que, desde terça-feira (22), protestam contra o preço do diesel, na BR-262, na saída para São Paulo. Várias pessoas que passam pelo trecho estão doando alimentos, água e refrigerantes para os manifestantes.

No início da manhã desta quinta-feira (24), o dono de uma padaria levou para os caminhoneiros sacolas de pães para o café da manhã. A categoria montou uma tenda improvisada, na rotatória que fica na rodovia e que também dá acesso a BR-158.

Pacotes de arroz, feijão, sal, entre outros alimentos, estão estocados na tenda. Os motoristas fizeram até mesmo churrasco, como forma de protesto, após doação de quilos de carnes de comerciantes.

“Temos que apoiar, se solidarizar com eles [caminhoneiros], que estão aqui no meio da rodovia tentando garantir o sustento. Por isso, que decidi doar o pão”, declarou um comerciante, que preferiu não se identificar.

Um casal que passava pelo local também doou garrafas de água. Em  Três Lagoas, não tem data para encerrar. Mais de 300 caminhões estão estacionados às margens da BR-262, no perímetro urbano da avenida Ranulpho Marques Leal.

A paralisação começou na tarde de terça (22). Em Mato Grosso do Sul, na tarde desta quarta-feira, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou interdições em 17 municípios: Paranaíba, Nova Alvorada do Sul, Campo Grande; São Gabriel do Oeste; Bandeirantes; Dourados; Paraíso das Águas; Brasilândia; Rio Verde de Mato Grosso; Sidrolândia; Chapadão do Sul; Cassilândia; Guia Lopes da Laguna;  Rio Brilhante, Caarapó; Naviraí e Eldorado.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13