Rádios On-line
LUTO

Morre o primeiro governador eleito por Mato Grosso do Sul

Wilson Barbosa Martins morreu nesta terça-feira aos 100 anos de idade

13 FEV 2018 - 09h:33Por Ana Cristina Santos

Morreu na madrugada desta terça-feira (13), em Campo Grande, aos 100 anos de idade, o primeiro governador eleito por Mato Grosso do Sul, Wilson Barbosa Martins.

O ex-governador estava com a saúde debilitada e há alguns anos realizava tratamento em sua residência.

Ele vinha enfrentando problemas de saúde há alguns anos e realizava tratamentos em sua residência.

Martins foi eleito prefeito de Campo Grande em 1959. Em 1962, elegeu-se deputado federal por Mato Grosso. Já no segundo mandato, quando o governo militar outorgou o Ato Institucional Número Cinco (AI-5), o que levou ao fechamento do Congresso Nacional e à cassação de mandatos parlamentares, em 1969 Wilson teve os direitos políticos suspensos por dez anos, o que levou de volta à advocacia, em Campo Grande.

Em 1982, na primeira eleição direta, Wilson foi eleito governador do Mato Grosso do Sul. Em março em 1983, tendo como vice o então deputado estadual Ramez Tebet, assumiu o cargo.

Em 1986, renunciou ao cargo para sair candidato ao Senado, sendo eleito, o que levou Ramez Tebet assumir o governo do Estado. Em 1995, assumiu o cargo de governador pela segunda vez.

HOMENAGEM

Em junho do ano passado, a senadora Simone Tebet (PMDB-MS) subiu à tribuna do Senado para homenagear Wilson Barbosa, ao completar 100 anos.

Simone destacou a trajetória de vida de Martins e ressaltou a importância dele para o Mato Grosso do Sul e para o Brasil. “Wilson era homem de poucas palavras porque a sua história de vida já falava por ele. Sempre espírito democrático, se impunha por meio de palavras objetivas e consistente”, disse a senadora ao relembrar momentos da vida de Martins.

Ainda de acordo com a senadora, Wilson Barbosa “não se contentou em apenas viver e contar a história, mas em fazer história”. Ela afirmou que ele era um estadista, reconhecido como um dos maiores homens públicos do Estado pela sua responsabilidade, ética, honestidade.

Deixe seu Comentário