Rádios On-line
Caminhão de Prêmios Urna Interna
ARTIGO

Motivação e crescimento

Leia o artigo publicado por Walter Roque Gonçalves, consultor de empresas

23 JUN 2018 - 07h:51Por Redação

Diretor-executivo do Walmart, Paulo Silva, em entrevista para o portal de notícia Uol, demonstra o impacto da tecnologia nos negócios e na economia. Frisa que o grande desafio não é a tecnologia e os computadores e sim aprender, acompanhar, posicionar e criar estratégia adequadas além de lidar com a resistência a mudanças e as transformar em motivação e evolução para empresa.

Quanto à resistência à tecnologia, geralmente existem dois grupos em extremos opostos. O primeiro vê Deus no céu e os computadores na Terra e o segundo grupo parece correr dela como anjo mau corre da cruz. Cada empresa terá a própria realidade na interação e a resistência entre os grupos e estas constroem a identidade da empresa.

No grupo que resiste piamente a tecnologia, é comum encontrar anotações importantes em cadernos e papéis. Nada contra os papéis e cadernos, são práticos de usar e, na maioria das vezes, é mais rápido anotar neles do que no computador, além do que as anotações estarão lá mesmo que falte energia ou que a internet esteja indisponível. A questão é gerencial: como juntar as informações do caderno depois? Como analisar tendências e encontrar padrões? O tempo que isso levaria e os erros humanos envolvidos tornam a ação impraticável.

Parece até estranho tocar neste assunto deste forma, afinal o caderno de anotações é algo ultrapassado, o computador e os sistemas de informação não foram feitos para isso? O fato é que ainda existem muitas empresas de pequeno, médio e até grande porte apoiados neste tipo de anotações. Sem o computador, a maioria dos cálculos feitos hoje são demorados, imprecisos e inviáveis.

Identificar estas resistências e conter o exagero dos mais aficionados é a missão do líder. Inclui nessa missão a direção para conquistar no dia a dia a inovação, e para isso é preciso entender a forma de pensar das pessoas e consequentemente a resistência que estas entregam. Um ambiente de inovação é criado com um contrato psicológico que autoriza o colaborador: ousar, inovar e errar. Sim, errar! Afinal se a empresa busca resultados diferentes, terá que fazer coisas que nunca fez e para isso entender que errar é parte do processo. 

As pessoas resistem porque têm medo de errar, de gerar prejuízos para empresa ou mesmo daquilo que pensarão delas. Por isso, o líder é aquele que conquista resultados através da equipe e sobretudo, é capaz de lidar com a forma que as pessoas pensam e como resistem a mudanças, transformando resistência em motivação e crescimento para elas e para a empresa. 

*É consultor de empresas.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13